terça-feira, 18 de março de 2014

Museu do Divino Espírito Santo

  
O Museu do Divino de Pirenópolis é uma prova da falta de planejamento do gestor público. Ali era a cadeia da cidade, as celas femininas ficavam instaladas na parte térrea do casarão e as masculinas no quintal. 

Fecharam o pequeno presídio para ali instalarem o tal museu. Beleza, a cultura local agradece. Mas não seria o caso de construir antes outra cadeia? 

Resultado: o museu foi inaugurado em 2009 e até hoje não há onde "guardar" os presos da cidade.

Chega político, promete, mede o terreno, lança pedra fundamental, faz discurso. Mas resultado que é bom, até agora não apareceu. E o tempo passa, a criminalidade cresce. Vamos combater o crime com cultura?

Adriano Curado

6 comentários:

  1. Sempre achei que este prédio deveria abrigar a biblioteca pública, e a sede da Academia Pirenopolina de Letras. Poderia abrigar também uma pinacoteca, uma cinemateca com filmes produzidos em Pirenópolis, enfim ser um centro cultural. Seria bem mais útil. Nada contra museus, mas não acho a cadeia um local apropriado para abrigar referências de uma festa religiosa.

    ResponderExcluir
  2. Que museu que nada ! Estive lá por duas vezes e só vi destruição e sujeira. Um descaso total! Na época tinha até uma secretaria municipal instalada no local. Concordo com você! Como é que se fecha uma cadeia sem ter outra para abrigar os detentos? E o pior, o que mais doí é lembrar que vovô Cristóvam construiu o prédio com tanto sacrifício, mas ele pensava no bem da cidade.

    ResponderExcluir
  3. Concordo com Miriam Almeida, em ser a sede da Academia de Letras, mas não vejo nada de mal em ser um Museu com referências de uma Festa Religiosa. Poderia ser a sede da Escola e Banda de Música Phoênix, que está abandonada a mercê de interesses pessoais, no qual não contribui para sua preservação, valorização. Sem um espaço próprio pra poder difundir a cultura musical da cidade e formar novos músicos. è preciso voltar mais os olhos pra Banda, pois acho que a sociedade só enxerga ela na Festa do Divino.

    ResponderExcluir
  4. Irresponsabilidade do governo, realmente deprimente, enquanto isso nossa população fica exposta à insegurança!!

    ResponderExcluir
  5. Sejana de Pina Jayme19 de março de 2014 19:43

    Não é possível dizer que ali foi instalado um museu, já que prédio abriga somente uma exposição. Para ser museu, seria necessário o desenvolvimento de atividades de pesquisa, de preservação do acervo (possui acervo?!?), de educação e de comunicação.
    O Iphan e o Ibram (instituto brasileiro de museus) inaugurarou com pompa dois espaços aos quais chamaram de museus, sem que estes jamais tenham cumprido as missões de uma instituição desse tipo: o Museu das Artes do Divino e o Museu de Arte Sacra, respectivamente instalados no prédio da Cadeia e na Igreja de Nossa Senhora do Carmo.

    ResponderExcluir
  6. Ana Sélmia Pereira19 de março de 2014 19:44

    "são tantas coisas que so Pirenópolis pode mostrar"...

    ResponderExcluir

Minhas leitoras e meus leitores, ao comentarem as postagens, por favor assinem. Isso é importante para mim. Se não tiver conta no Google, selecione Nome/URL (que está acima de Anônimo), escreva seu nome e clique em "continuar".

Todas as postagens passarão por minha avaliação, antes de serem publicadas.

Obrigado pela visita a este blog e volte sempre.

Adriano Curado