quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Gustavo Lima em Pirenópolis


E quem está em Pirenópolis para a gravação de seu novo clipe é o cantor sertanejo Gustavo Lima. As filmagens estão ocorrendo na Rua do Rosário (ou do Lazer), que se encontram temporariamente interditada. Na foto, o artista aparece abraçado com as pirenopolinas Rosane Ferreira (de saia branca) e Ariane Cerena Mesquita.

Quem participa do clipe é a atriz Cleo Pires. 


A luz na sequidão


Esta época me fascina pelo contraste de cores e sabores por este cerrado afora. Ainda que a seca se prolongue, a vida persiste com toques sutis que o Criador espalha nos oásis de luz.

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Casinha de flores


Fotografei esta casinha lá em Maiadô. Achei-a poética e desamparada, porém cercada por muitas flores multicoloridas. Para quem não sabe, esse povoado se chamava antigamente Cachorro Amarrado, depois virou Maiadô (nome popular do malhador onde o gado pernoitava). Mais recente os políticos sem ter coisa melhor para fazer mudaram seu nome para Goianópolis (aff). Mas o nome popular persiste, numa silenciosa resistência contra os modernismos sem sentido.

Adriano Curado

Trovadores dos Pireneus


segunda-feira, 31 de julho de 2017

O casarão da Família Batista


O velho casarão da Família Batista está de pintura nova, todo engalanado e vistoso na Rua Direita. Atualmente é o escritório do colega Diego Peixoto. Mas em tempos antigos era conhecida como casa de Seu Neco Mendonça, que ali exercia a profissão de farmacêutico prático, onde manuseava no laboratório as fórmulas dos remédios que fabricou por décadas na botica (era um boticário), como seu pai. 

Muito antiga essa construção, data da primeira metade do século XIX ou final do século XVIII. 

Quando não havia teatro em Pirenópolis, no Beco de Seu Neco improvisavam um rancho para as apresentações e os atores usavam os quartos da casa como camarim, passando pelas janelas que ficavam à altura do palco. Parabéns aos proprietários por conservá-la.

Adriano Curado

Obras interditadas


Neste momento duas obras estão interditadas em Pirenópolis pelo IPHAN. Uma na região do entorno do tombamento e outra na Rua Direita. Para evitar dor de cabeça, aconselho sempre a procurarem um advogado antes do começar alguma intervenção em imóveis. 

A placa do escritório de advocacia, por exemplo, antes de ser colocada aqui em casa eu fiz um processo no escritório local e consegui autorização. 




quinta-feira, 27 de julho de 2017

Meu amigo Pérsio


Pérsio Forzani consegue ir além das artes plásticas em seus quadros. Salpica confeitos da alma na ponta dos pincéis e de lá extrai poesia que espalha pelas telas da imortalidade. Pérsio é um anjo de candura e talento. Reflete a alma meiapontense como poucos. Como sou sortudo por ter Pérsio como amigo!

terça-feira, 25 de julho de 2017

Time shere novamente

Esse time shere nem começou e já traz dor de cabeça. Vestiram um vendedor de mascarado para oferecer cotas nos apartamentos. Isso é um total desrespeito com nossa cultura, coisa de quem não está nem aí para a cidade e seu folclore. É o mesmo que pôr um farricoco da Cidade de Goiás para anunciar promoção em lojas. A foto está circulando pelas redes sociais e causando indignação nos que verdadeiramente amam Pirenópolis. De que adianta pintar o Bomfim e depois aprontar algo assim?

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Maquina de costura


Lá está ela, encostada a um canto da casa, aposentada depois de muitas décadas de árduo trabalho. Hoje se compra roupa pronta, não se costura mais em casa. São as facilidades da vida moderna. Mas antigamente as donas de casa eram prendadas em corte e costura e tinham que se desdobrar para conseguir vestir a numerosa família. Descansa, velha máquina de costura, e guarda consigo lembranças de um tempo que não volta mais.

Adriano Curado