segunda-feira, 1 de julho de 2019

Ministro do STJ determina suspensão de obras de resort em Pirenópolis



O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Sebastião Reis Júnior atribuiu efeito suspensivo a um recurso do Ministério Público de Goiás (MPGO) e, com isso, restabeleceu decisão judicial que determinou a paralisação das obras do Eco Resort Quinta Santa Bárbara, em Pirenópolis (GO).

Em 2016, no curso de uma ação popular, foi ordenada a suspensão imediata das obras. Após pedido dos construtores, o Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) autorizou a retomada.

Em 2018, o MPGO ofereceu denúncia por crimes ambientais contra a construtora e seu representante legal. Na mesma data, o MPGO entrou no juízo criminal com medida cautelar para paralisar as obras até que houvesse adequação do projeto, com a não ocupação de áreas de preservação permanente, o que foi deferido em primeira instância. Atendendo à construtora, o TJGO autorizou novamente o prosseguimento das obras.

O MPGO interpôs recurso especial no STJ, pretendendo reformar a decisão do TJGO, e pediu que fosse dado efeito suspensivo ativo ao recurso, de modo a restabelecer a ordem de primeira instância que determinou a paralisação das obras.

Na petição, o MPGO alegou a existência de grave risco de dano ambiental caso a construção do resort pudesse continuar até o julgamento do recurso especial pelo STJ.

O ministro Sebastião Reis Júnior, relator, lembrou que a concessão de efeito suspensivo nesses casos exige evidências concomitantes da probabilidade recursal e do risco de dano irreparável ou de difícil reparação, decorrente da eventual demora na solução da causa.

Dano irreparável

Para o ministro, o MPGO conseguiu demonstrar efetivamente o risco de dano irreparável, evidenciado especialmente no que diz respeito à supressão de área de preservação permanente e à destruição de nascentes em razão do empreendimento.

“Quanto ao fumus boni juris, diviso possibilidade de êxito do recurso especial, sobretudo no que se refere à tese subsidiária de ofensa ao artigo 1.022 do Código de Processo Civil, pois, da leitura dos acórdãos impugnados, vislumbro, em princípio, omissão reiterada na análise de uma das teses veiculadas no recurso ministerial, qual seja, a de que, em se tratando de medida cautelar de índole penal, faleceria competência ao colegiado cível para debater a matéria” – explicou o ministro.

Fonte: STJ

domingo, 23 de junho de 2019

As Cavalhadas de Palmeiras estão melhor que nunca


Há  alguns anos, por motivos profissionais, não ia às Cavalhadas de Palmeiras de Goiás, minha terra natal.

Estive ontem, 22/06/2019, nas festividades e fiquei imensamente satisfeito com o que vi e vivi.

As Cavalhadas foram introduzidas nessa cidade no ano de 1908, portanto apenas três anos após a transformação da antiga Vila de Alemão em municipio.

Suas origens carecem de estudos, pois há características bastante divergentes da acontecida em Pirenópolis, de onde vieram muitas das famílias que tornar-se-iam operosas e tradicionais na  cidade.

Os festejos se deram ocasionalmente na década seguinte, tendo ocorrido em 1917, ano em que, por melindre da 1a. Guerra Mundial, Alemão passou a se chamar Palmeiras.

Em 1953, Aloísio Pompeo de Pina, pirenopolino residente em Palmeiras, organizou a festa, paralisada havia anos.

De acordo com o escritor Adriano Curado, na década de 1960, Palmeiras de Goiás foi em socorro de Pirenópolis, sua cidade-irmã, emprestando a indumentária para o reinício das cavalhadas na antiga Meia-Ponte, igualmente paralisadas por alguns anos.

O retorno definitivo da festa de origem espanhola (e portuguesa) se deu em 1975,
sob coordenação de Cid Gomes e Cristóvão Rodrigues de Souza, dentre outros.

Há, portanto, 45 anos que essas festividades profano-religiosas acontecem ininterruptamente em Palmeiras de Goiás.

Além do aspecto religioso, relacionado com o Divino Espirito Santo, há a parte profana, com seus 1.976 mascarados, todos numerados e cadastrados. Eles são uma atração à parte, sempre pedindo dinheiro e fazendo mil brincadeiras.

Para efeito de comparação, Pirenópolis possui cerca de 300 mascarados; e Santa Cruz - cujo prefeito estava presente hoje em Palmeiras - trinta.

O espetáculo cavalariço, de rara beleza, é embalado pela Corporação Musical XIII  de Maio, de Corumbá de Goiás, que conta com 40 músicos, dentre eles, Ramir Curado, historiador e membro do Instituto Histórico e Geográfico de Goiás (IHGG).

Nesse momento, cinco da manhã, aguardo a banda para a alvorada musical, na casa de minha mãe, Luzia Gomes de Sá, cujos avós migraram de Meia-Ponte para a freguesia de Alemão na década de 1870.

O prefeito Vando Vitor, antigo cavaleiro, e fundador da Orquestra de Violeiros no município é  um dos mais entusiasmados.  A prefeitura fornece toda a infraestrutura  para a festa popular.

Palmeiras está de parabéns!

Texto e fotos de autoria de Nilson Jaime



quinta-feira, 20 de junho de 2019

Procissão de Corpus Christi


A belíssima procissão de Corpus Christi pela Rua Direita, em Pirenópolis. Mais uma tradição que se renova a cada ano.











Evento de peso na Fazenda Babilônia


Evento comemorativo do Bicentenário de Saint-Hilaire na Fazenda Babilônia, ocorrido no dia 15 de junho de 2019. Na fotografia, da esquerda para a direita: Cidinha Coutinho, Geraldo Coelho Vaz (presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Goiás- IHGG); Leda Selma (presidente da Academia Goiana de Letras - Agl); Telma Lopes Machado, proprietária e curadora da Babilônia; Nilson Jaime, Urirajara Galli e Adriano Curado (presidente da Academia Pirenopolina de Letras, Artes e Música – Aplam). Também participaram do evento as entidades: Academia Feminina de Letras e Artes de Goiás (Aflag), Academia Palmeirense de Letras e Artes (Apla) e a União Literária Anapolina (Ula).
A fotografia é de autoria de Nelson Santos.

Folclore Itinerante


A Terceira Semana de Folclore Itinerante será em Palmeiras de Goiás, numa vasta programação. Prestigie a cultura goiana.

sexta-feira, 14 de junho de 2019

Misa Criolla


Não percam essa apresentação artística. Nela se apresentá o pirenopolino Mley Nascimento.

Prestigiem.

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Programação da Festa do Divino 2019

Fonte: Pirenópolis.tur
Programação
dataHoraTítulo - descriçãoLocal
17/5 sexta
15:00
Saída da Folia Renovação Cristã

Salão Paroquial
25/5 sábado
14:00
Saída da Tradicional Folia Rural

Casa do Imperador Celmo
26/5 domingo
15:00
Saída da Folia Urbana

Casa do Junio Capela
15:00
Entrega da folia Renovação Cristã
Igreja Matriz
02/6 domingo
15:00
Entrega da Folia Urbana

Igreja matriz
17:00
Chegada da Tradicional Folia Rural

Casa do Imperador
08/6 sábado
18:00
Sábado do Divino

Igreja Matriz
23:00
As Pastorinhas

Cine-Pireneus
09/6 domingo
8:00
Cortejo Imperial e Missa de Pentecostes

Igreja matriz
13:30
As Cavalhadas - 1º dia

Campo das Cavalhadas
10/6 segunda
8:00
Reinado de Nossa Senhora do Rosário

Igreja matriz e casa do rei
14:00
As Cavalhadas - 2º dia

Campo das Cavalhadas
11/6 terça
8:00
Juizado de São Benedito

Igreja matriz e casa do juiz
13:30
As Cavalhadas - 3º dia

Campo das Cavalhadas
20/6 quinta
18:00
Entrega da Coroa

Casa do novo Imperador

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Programação dos Pousos de Folia



Itinerário dos Pousos da Folia do Divino 2019

25/05 (Sábado), às 14h00 – Saída da folia, Casa do Imperador Celmo;

26/05 (Domingo) –  Antonio Santana e Família, Fazenda Raizama;

27/05 (Segunda-feira) – Tuniquinho, Entrada das Araras;

28/05 (Terça-feira) – Divina Marques e Família, Fazenda St. Rita;

29/05 (Quarta-feira) – Povoado de Caxambu, Mira e Família;

30/05 (Quinta-feira) – Povoado de Caxambu, Neco e Família;

31/05 (Sexta-feira) – Nem e Família, Fazenda Pinheiro;

01/06 (Sábado) – Fazenda Seringueira, Nivaldo e Família;

02/06 (Domingo), às 15h00 – Chegada da folia.


quarta-feira, 22 de maio de 2019

O bicentenário da visita de Saint-Hilaire


A Academia Pirenopolina de Letras, Artes e Música (APLAM) convida para a comemoração da passage de Saint-Hilaire por Pirenópolis.  


Nilton Pinto e Tom Carvalho em grande estilo


A dupla Nilton Pinto e Tom Carvalho irá se apresentar em Pirenópolis amanhã, às 20h30, no Salão Paroquial. Prestigie porque parte da renda será revertida para a APAE.

domingo, 21 de abril de 2019

Lá vem a Festa do Divino

Abertura da 201° Festa do Divino Espírito Santo em Pirenópolis, GO - 2019.
Imperador Celmo Afonso e Imperatriz Ângela de Sá.
Fotografia: Fernanda Cordeiro






sexta-feira, 19 de abril de 2019

Semana Santa 2019


A Semana Santa na cidade de Pirenópolis é uma tradição católica das mais antigas no Estado de Goiás, provavelmente remontando à primeira metade do século XIX.

Além das celebrações na Matriz, há também uma série de procissões que saem pelas ruas da histórica cidade. Nos tempos dos tempos antigos, era uma honra carregar os andores, num sinal de humildade e devoção. O andor de Senhor Morto, por exemplo, era levado  apenas no ombro dos chefes de família.

Além da Banda de Música, que interpreta as marchas fúnebres, acompanham as procissões os Coral Nossa Senhora do Rosário, as longas filas da Irmandade do Santíssimo e das Almas, além do público em geral.

PROGRAMAÇÃO
Quaresma - Sextas-feiras - 08, 15, 22 e 29 de março de 2019
5h30 Procissão da Penitência pelas ruas do Centro Histórico. Ao término, Missa na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário.
19h00 Via Sacra Solene. Local: Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário.
Semana das Dores - 05 a 11 de abril de 2019
18h00 Piedoso Setenário de Nossa Senhora das Dores de Maria. Local: Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário.
Festa de Passos - Sexta das Dores - 12 de abril de 2019
18h30 Procissão de Nossa Senhora das Dores saindo da Igreja Matriz do Rosário e percorrendo o centro histórico, com Motetos* das Dores. Ao término, missa na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário.
Sábado dos Passos - 13 de abril de 2019
18h30 Procissão de Nosso Senhor dos Passos (Encerro) saindo da Igreja do Bonfim e percorrendo o centro histórico, com Motetos* dos Passos. Ao término, missa na Igreja Nossa Senhora do Carmo, no Largo do Carmo.
Semana Santa - Domingo de Ramos - 14 de abril de 2019
08h00 Procissão de Ramos saindo da Igreja do e percorrendo o centro histórico, ao som das marchas e dobrados da centenária Phoenix. Encenação da entrada de Jesus pela equipe da Via Crucis. Ao término, missa na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, no Largo da Matriz.
18h30 Procissão do Encontro percorrendo as ruas do centro histórico, com Motetos* dos Passos entoados em latim pelo Coro e Orquestra. HOMENS: Acompanham a Irmandade do Santíssimo Sacramento da Igreja do Carmo com a imagem dos Passos, juntamente com os clérigos, Coro e Orquestra que executa os motetos nos passinhos (Passos ou Passos da Paixão – pequena capela ou altar). MULHERES: Acompanham da Igreja Matriz a imagem das Dores e se encontram no Passo do Encontro na Rua Direita.
Segunda-feira Santa - 15 de abril de 2019
19h00 Santa Missa na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário. Após a celebração Procissão do Depósito do Passos, retornando-o para a Igreja do Bonfim, onde ocorrerá o piedoso, antigo e popular Cântico do Perdão.
Terça-feira Santa - 16 de abril de 2019
19h00 Santa Missa e meditação das Sete palavras de Jesus na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário.
Quarta-feira Santa - 17 de abril de 2019
19h00 Santa Missa na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário.
Tríduo Pascal - Quinta-feira Santa - 18 de abril de 2019
09h00 Missa do Crisma - Catedral Bom Jesus (Anápolis).
20h00 Missa In Coena Domini – Ceia do Senhor cantada em latim pelo Coro e Orquestra na Igreja Matriz N. Senhora do Rosário. Ao fim da celebração, rasoura** no adro da igreja com a hóstia consagrada, que é levada para o altar da reposição na Capela do Santíssimo, onde haverá vigília até as 15:00 de Sexta-feira Santa. Após a Santa Missa, encenação da Prisão no Largo da Matriz pela equipe da Via Crucis.
Sexta-feira Santa - 19 de abril de 2019
08h00 Via-crucis encenada, saindo da Paróquia Santa Bárbara.
15h00 Solene Ação Litúrgica/Adoração da Cruz na Igreja Matriz do Rosário.
19h00 Cerimônia do descendimento da Cruz na Igreja Matriz, iniciando a Procissão do Enterro do Senhor que segue pelo Centro Histórico, na qual a Verônica cantará o Ó Vos Omnes, o Coro executa o Heu e Pupilli e a Banda tocará as tradicionais Marchas Fúnebres de seu extenso repertório. Ao término, tradicionalmente a Irmandade do Santíssimo oferece ao fiéis as flores do esquife da bicentenária imagem do Senhor Morto.
Sábado Santo - 20 de abril de 2019
07h00 Ofício das Almas na Matriz do Rosário e Procissão para o Cemitério São Miguel.
20h00 Solene Vigília Pascal na Igreja Matriz. Ao término da celebração Procissão da Ressurreição (Aleluia) pelo Centro Histórico.
Domingo de Páscoa - 21 de abril de 2019
07h00 Missa de Páscoa na Igreja Matriz.
09h00 Missa solene de Páscoa cantada em Latim pelo Coro e Orquestra na Igreja Matriz do Rosário, em Ação de graças pelos 291 anos da Irmandade do Santíssimo Sacramento. Ao término da celebração, Rasoura com o Santíssimo no Largo da Matriz.
12h00 Tocata com a Banda de Música Phoenix, saída da Coroa do Divino no adro da Igreja Matriz.
18h00 Missa de Páscoa na Igreja Matriz.
20h00 Missa Festiva de Páscoa na Igreja Matriz, onde ocorrerá a chegada da Coroa do Divino.
Obs: Ressalva-se ainda que além dos eventos listados ocorre outras celebrações na cidade, povoados, capelas e demais paróquias do município.
*Motetos: Peça polifônica de trechos bíblicos entoados em latim pelo coro e Orquestra. Em estilo barroco, as composições estão presentes em Pirenópolis desde o fim do século XVIII.
** Rasoura: Pequena procissão nas proximidades da igreja e de percurso limitado. Variação de rasoira.
Informações:
Irmandade do Santíssimo da Matriz de Pirenópolis. Site: isspiri.wordpress.com. E-mail: isspiri@gmail.com
Paróquia Nossa Senhora do Rosário. Telefone: (62) 3331 1012. Site: http://www.paroquiadorosario.org.br. E-mail: psenhorarosario@gmail.com
Fonte: Pirenópolis Tur

sábado, 23 de março de 2019

Homenagem a um amigo


Meu primo e grande amigo Dido Gonzaga Jaime foi projetar jardins celestiais em outras dimensões da vida. Ele foi meu mestre na fotografia, me ensinou a resolver o problema da luz e a enxergar pelas lentes da câmera.Eu queria que ele ficasse mais por aqui, que prolongasse um dedinho de prosa e esparramasse sua simpatia e cordialidade pelos nossos corações. Mas certamente que Deus precisou de seus préstimos mais adiante e por isso ele teve que se adiantar a nós. Na foto, ele posou para mim na escadaria do Casarão Serra do Ouro, em Pirenópolis, que ele projetou. Dito era fotógrafo e pianista, mas nas horas vagas se tornava engenheiro civil. Fica aqui minha singela homenagem a um amigo.

segunda-feira, 4 de março de 2019

Os grandes shows

Pirenópolis entrou no circuito dos grandes shows e essa tendência parece que veio para ficar. A apresentação do cantor Gustavo Lima (foto) atraiu milhares de pessoas.

Pirenópolis lotada no Carnaval

Pirenópolis está lotada por turistas que para cá vieram curtir o Carnaval. Desta vez a Polícia Militar está presente e ativa. Tudo transcorre em paz.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Polícia Civil prende empresários, secretários e assessores da Prefeitura de Pirenópolis

Segundo corporação, são cumpridos oito mandados de prisão e 13 de busca e apreensão. Operação investiga contrato com empresa para limpeza urbana.



A Polícia Civil deflagrou na manhã desta terça -feira (6) uma operação contra fraude em licitação e desvio de dinheiro em Pirenópolis, uma das principais cidades turísticas de Goiás. Segundo a corporação, estão sendo cumpridos oito mandados de prisão contra assessores e secretários da prefeitura, além de empresários, além de 13 mandados de busca a apreensão.
G1 entrou em contato com a Prefeitura de Pirenópolis, por email, às 8h37, e aguarda retorno.
Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, os presos estão sendo levados para a Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), responsável pela ação.
Ainda conforme a assessoria, a operação apura fraude em licitação e desvio de dinheiro em contratos do poder público com uma empresa contratada para realizar serviços de limpeza urbana na cidade.
Por fim, a corporação informou que só irá dar detalhes sobre a investigação durante uma coletiva de imprensa prevista para quinta-feira (7).

Fonte do texto e das fotos: Site G1.

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Os caminhões continuam no Centro Histórico


Entre prefeito, sai prefeito, e ninguém se dispõe a banir essas caminhões do Centro Histórico de Pirenópolis. Esse aí descia pela Rua Direita e notou que não passaria pelos tocos, então teve que dar ré e engarrafou o mundo.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Onde está a Polícia Militar?


Minha amiga Jaqueline foi abordada por criminosos, todos armados e de cara limpa, quando entrava em seu comércio. Era pouco mais de onze da manhã e seu ponto comercial fica próximo à Ponte de Pedra, no Centro Histórico de Pirenópolis. O lugar é bem movimentado e a cidade está repleta de turistas de férias.

Jaqueline passou por maus bocados nas mãos dos criminosos, obrigada a entregar seus pertences, celular, carro, carteira com dinheiro e documentos etc. Naquele momento não passou sequer uma viatura policial ou mesmo aqueles agentes que andam de bicicleta pela cidade. Ela ficou por considerável tempo na mira dos bandidos e não foi socorrida.

Felizmente, os meliantes (para dar um charme policial ao texto) foram embora e nada aconteceu com ela. Mas o drama de minha amiga é também a aflição de todos nós pirenopolinos. Onde está a Polícia Militar?

Na tenebrosa noite de réveillon, o reduzido efetivo militar ficou claramente acuado diante da imensa população de turistas na cidade. A coisa fugiu do controle. Bêbados acenavam com perigosas garrafas de vidro, que facilmente virariam arma. Dezenas de carros com som automotivo descontrolado ribombavam eco na velha Matriz de Senhora do Rosário. Os casarões tremiam, os hóspedes das pousadas reclamavam. E a todas essas a pergunta se repete: Onde está a Polícia Militar?

Pois eu respondo a essa pergunta. Está nas ruas mesmo, se desdobrando dia e noite, percorrendo as tantas vias e becos (ops! agora é “travessa”) desta velha cidade. A PM trabalha demais e em turnos curtos. O problema é o reduzidíssimo número do efetivo. Faça o teste, se de mim duvida. Sente-se em uma praça e observe o tempo que demora para passar uma viatura policial. É provável que você fique ali a tarde toda.

O 32º Batalhão de Polícia Militar de Pirenópolis não atende apenas nossa cidade, abarca uma área imensa que tem que ser policiada. Sem contar a amplitude incalculável de toda a zona rural. Daí para o bandido planejar um assalto, como o de Jaqueline e executá-lo em plena luz do dia, é só um salto.

Por medo da criminalidade, nossa cidade começa a se precaver. Já há câmeras espalhadas pelas fachadas centenárias dos casarões e sobre os velhos muros de adobes brotaram cercas elétricas. Os nativos não estão errados. E para piorar as coisas, há uma invasão de moradores de rua e pedintes que deixam a gente com cisma.

O que precisa ser feito para resolver isso é aumentar o efetivo e melhor equipá-lo. Cadê aquelas caminhonetes da PM que têm em Goiânia? Manda uma meia dúzia para Pirenópolis com todo moderno equipamento. Espalha equipes em ronda ostensiva em maior número pela cidade, promova blitz para checar documentos e condições dos veículos, aborde os suspeitos.

Esperamos que o novo gestor público goiano olhe para a Terra dos Pireneus!

Adriano Curado

domingo, 13 de janeiro de 2019

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Faleceu dona Sebastiana


O sorriso sempre presente naquela janela do último lanço do casarão se apagou. Quando o sol refrescava a Rua Nova e os transeuntes saíam no passeio de final de tarde, lá estava ela acenando para todos. 

Sebastiana da Luz Oliveira, uma guerreira que enviuvou cedo, pobre, com dez filhos, teve que se desdobrar para dar conta da vida. Por muitos anos teve um comércio no prédio do teatro e, mas recentemente, seu pão de queijo famoso movimentava sua residência.

É uma pirenopolina que vai deixar muita saudade e boas recordações.

Adriano Curado

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

A tradição do Menino Jesus


Esse é um costume centenário em Pirenópolis: a missa do Menino Jesus da Família Sá.

O Coronel Chico de Sá trouxe a imagem de Menino Jesus de Portugal e mandou celebrar a primeira missa em 1905. A partir de então, todo dia primeiro de janeiro de cada ano o coronel mantinha a tradição, que durou de 1905 até 1938, quando ele faleceu. 

Então seu filho Manoel Inácio de Sá (Neco) continuou com a tradição, de 1938 até 1996. Depois Eli de Sá prosseguiu com a missa.


Fotos: Eli Luiz Costa

Réveillon do barulho


Todo Réveillon em Pirenópolis é bagunçado, mas parece que este ano se superou. Com previsão de 35 mil turistas, a cidade não comportou tanto gente. 

O lixo se espalhou pelo chão, urinaram nas paredes dos casarões e o som automotivo tocou até amanhecer o dia.

Com efetivo reduzido, a Polícia Militar pouco pôde fazer para conter os abusos e resguardar o patrimônio histórico.

É preciso refletir se esse é o turismo que a nossa cidade deseja.

Adriano Curado



Feliz 2019


O blogue Cidade de Pirenópolis deseja a todos os seus leitores um feliz ano de 2019, com muitas prosperidade e paz.