quarta-feira, 6 de abril de 2011

Adeus a dona Ita Siqueira

Senti muito a morte de dona Ita de Siqueira. Eu cresci na companhia do dueto que seu violino fazia com o do esposo, seu Alaor. Em tudo quanto era festa tradicional de Pirenópolis, lá estavam os dois, em perfeita sintonia de tons e acordes. Depois que o Dr. Wilson Pompeu morreu, o casal assumiu a direção da peça teatral As Pastorinhas e, de maneira democrática, permitiu que as moças de diferentes classes sociais participassem. Até eu me beneficiei da benevolência do casal, quando fui convidado a interpretar o papel de demônio Lusbel na peça.

No dia 15 de março ela completou 79 anos de idade, mas não pôde comemorar a data, pois já estava ruim no hospital, vítima de sucessivos derrames celebrais (AVC). A Prefeitura Municipal prestou-lhe merecida homenagem no dia 29.01.2011, quando então completou 60 anos de casada. Este blog publicou uma postagem (dia 1º.02.2011) em homenagem ao evento.

Nossa cidade perde um naco valioso de sua cultura, com a morte de dona Ita, que na verdade se chamava Benedita, nome que não gostava, achava feio. Acho que o coro da Matriz não será mais o mesmo sem o dueto de violinos, as broncas nos cantores desafinados, o carinho com que se dedicavam à música.

Já sinto saudades da senhora, dona Ita, e sei que estará em algum lugar deste imenso Universo, com a cabeça tombada sobre o violino e o coração em sintonia eterna com o amor de sua vida.

7 comentários:

  1. José Humberto Barreto7 de abril de 2011 08:35

    É uma pena a morte de dona Ita Lopes, uma pessoa doce, que sempre esteve à frente das grandes manifestações artísticas da nossa terra. Vai fazer muita falta.

    ResponderExcluir
  2. Dona Ita,pessoa admiravél e singular uma perda enorme para nos pirenopolinos.que ele esteja la de cima tocando seu violino e nos contemplando e pedindo ao pai por nos que aqui ficamos

    ResponderExcluir
  3. Luís Cláudio Silvério8 de abril de 2011 14:03

    Soube somente hoje, através deste seu blog, na morte de dona Ita. Fiquei chocado, tinha por ela um carinho especial e sei que vai demorar para aparecer outro artista do seu gabarito.

    ResponderExcluir
  4. A cultura de Pirenópolis perde muito com a partida de Dona Ita. O duo de violinos não mais será ouvido e sentido pelos pirenopolinos. Quanta saudade nos trará a lembrança daquela senhora linda, de olhar encantador.
    Que Dona Ita seja muito bem recebida em sua nova caminhada.

    ResponderExcluir
  5. Estela da Costa Lima11 de abril de 2011 09:00

    Eu chorei bastante quando ela adoeceu pela primeira vez, mas agora confesso que senti um certo alívio, porque ela não sofrerá mais, ficará livre para tocar valsas entre as estrelas.

    ResponderExcluir
  6. Marilene Cintra da Silva13 de abril de 2011 17:32

    É preciso que apareçam novos talentos, para repor os que já cumpriram sua missão e se foram para outros recantos da vida.

    ResponderExcluir
  7. Um pedaço de nossa riqueza local se vai, Dona ita não só brilhava, mas como reaquecia a cultura dessa cidade, também senti ao dizer adeus a ela, porém. Somos desse chão, cabe a nós agora continuar o trabalho que ela tanto abrilhantou...

    ResponderExcluir

Minhas leitoras e meus leitores, ao comentarem as postagens, por favor assinem. Isso é importante para mim. Se não tiver conta no Google, selecione Nome/URL (que está acima de Anônimo), escreva seu nome e clique em "continuar".

Todas as postagens passarão por minha avaliação, antes de serem publicadas.

Obrigado pela visita a este blog e volte sempre.

Adriano Curado