quinta-feira, 26 de maio de 2011

Numeração dos Mascarados






     Numa decisão até o momento inédita, o Juiz de Direito da Comarca de Pirenópolis, Dr. Sebastião José da Silva, julgou procedente a ação civil pública que o representante do Ministério Público propôs contra o Município de Pirenópolis, para limitar a atuação dos Mascarados nas comemorações da Festa do Divino.

     Segundo a sentença judicial, o Município de Pirenópolis fica condenado a cadastrar, com descrição de roupa e máscara, todas as pessoas que quiserem se vestir de Mascarado na Festa Divino Espírito Santo e lhe dar um número de identificação.

    Além disso, o Município deve fiscalizar para que os Mascarados transitem apenas no perímetro do Centro Histórico, com ou sem animais, das 6hs até as 19h00 horas, limites que devem ser previamente esclarecidos aos participantes no momento da inscrição.

     Os Mascarados, ainda de acordo com a sentença, devem se abster de perturbar as Cavalhadas durante as apresentações. Este trecho provavelmente é para aqueles que desafiam os organizadores e não desocupam o campo para a carreira seguinte.

     Há uma exceção, no entanto, quanto ao último dia da festa, terça-feira à noite, quando Mascarados e Cavaleiros se confraternizam na porta da Igreja do Bonfim, no encerramento da Festa do Divino, ocasião em que poderão permanecer por lá até o fim das atividades.

     A fundamentação da sentença judicial está no fato de ser grande e crescente o número de infrações penais que envolvem Mascarados, ocorridos nos últimos anos, o que mantem a população em constante estado de alerta. Afirma que “maus elementos” se aproveitam da figura folclórica para cometer crimes, escondido detrás duma máscara que lhe garante o anonimato.

     Por fim, reconhece o Magistrado a importância da figura dos Mascarados na Festa do Divino de Pirenópolis, porém ressalva que é preciso impedir que pessoas estranhas à festa se infiltrem entremeio a turistas e nativos e pratiquem delitos penais.

     Além do Município de Pirenópolis, também as Polícias Civil e Militar ajudarão no cumprimento das determinações da sentença.

     Uma decisão judicial não se discute, cumpre-se. Mas todos temos o direito de comentar o assunto, inclusive para forçar o Poder Legislativo local a legislar e votar uma lei, já atrasada por sinal, que regulamente definitivamente a Festa do Divino.

 Desta forma, o blog Cidade de Pirenópolis quer saber a sua opinião sobre o assunto.

    • Essa ação civil pública foi mesmo necessária?
    • Conseguirá o Município de Pirenópolis fiscalizar o trânsito de todos os Mascarados?
    • É possível a aplicação da sentença já nesta Festa de 2011, ou seria necessário uma longa campanha de esclarecimento?

     Comente, participe!






229 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Caro escritor Adriano César Curado,

    Não saio de Mascarado na Festa do Divino de Pirenópolis, mas nada tenho contra eles. Pelo contrário, imagino o quanto seriam tristes os festejos sem esse personagem alegre, colorido e brincalhão. Porém acredito que devem, sim, ser numerados, identificados devidamente, para resguardar possíveis responsabilidades penais e civis. Ninguém está acima da lei, e os Mascarados não são exceção.

    Exemplifico da seguinte forma. Se eles estendem uma faixa no campo injuriando alguém, devem responder pelo delito, pois o fato de estar detrás duma máscara, numa manifestação folclórica, não faz deles um ser inatingível pela lei. Cito aqui a Constituição Federal de 1988, que no seu artigo 5º, inciso IV, preceitua que “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato”. Isso significa que posso expressar claramente o que penso, mas não devo me furtar das responsabilidades desse ato, por detrás, exemplificando no caso presente, duma máscara.

    A figura do Mascarado em Pirenópolis é romântica e saudosista, e eu até concordo com ela, no que concerne ao folclore, mas discordo que tenha que ficar acima dos preceitos legais, já que todos somos iguais perante a lei. Então um homem mascarado tem prerrogativas que outro não tem? Isso seria injusto e contra quaisquer preceitos legais.

    Infelizmente vivemos numa época muito ruim, onde o império da violência está todos os dias nos noticiários, e essa decisão judicial é corretíssima ao resguardar a comunidade de possíveis infratores. Já vai longe o romantismo do Mascarado comportado, que pertencia a alguma família conhecida e era bom cavaleiro. Nos dias atuais, qualquer pessoa que venha a Pirenópolis em tempo hábil para alugar um cavalo e comprar uma máscara pode se tornar um Mascarado. E se essa pessoa comete um crime, jamais será identificada, pois logo ali na esquina apeia do cavalo, arranca a indumentária e desaparece na multidão.

    No mais, aqueles Mascarados que só querem se divertir, que sabem os limites seus e do animal que conduzem, não têm o que temer. Certamente que sua identidade não será publicada, ficará armazenada num lugar seguro.

    Parabéns ao juiz autor da sentença e ao promotor de justiça que requereu a ação.

    Façamos da festa apenas alegria!

    ResponderExcluir
  3. Conduta invalida... Que a policia tire a mascara de quem perturbar. Se então permanecer a lei dos números, será uma cavalhada sem cor sem brilho,e alegria. Os mascarados vão findar pouco a pouco ate sumir, isso não foi uma conduta inteligente, temos policiais para que cuidem da festa, que façam por si e retire a mascara de quem perturbar, como ex mascarado digo apenas que nossa piri virou centro de fonte de renda de turistas, que acham que podem mudar um folclore de 195 anos... Vergonha, ao ato.
    Quem freqüentou verá e quem conhecer não mais vai relatar a realidade da nossa festa... Realmente os MASCARADOS do divino, nunca identificam, esse mistério é o grande foco, serão apenas memória de quem realmente os conheceu... Indignado com as autoridades de piri, daqui um tempo vão retirar o rancho, vão retirar comerciantes, isso tudo para que nosso TURISTA possa registrar a “festa” no padrão que eles escolhessem... Abuso, absurdo. Machuca quem mora, ofende quem é MASCARADO... Pirenópolis? Daqui uns anos TURISNOPOLIS. Verdadeiramente isso me esfriou total... ao prestigiar as verdadeiras CAVALHADAS...

    ResponderExcluir
  4. Querido Adriano como pirenopolina e ex mascarada, pergunto: sera mesmo necessario os numeros? porque nao impor uma lei em que quando algum mascarado desrreapeitar ou, nao cumprir o tempo regulamentado no campo das cavalhadas, ou ate mesmo ficar pelas ruas ate tarde da noite, tirar a mascara do mesmo? Sei que a muito tempo eles , os mascarados , nao ficam mais pelas ruas depois das 6:00 da noite. Alguns sao mais ousados e teimosos, mas com jeito eles atendem sim. Acho que os numeros vao fazer com que o brilho, a alegria e graca desse folclore se torne opaco e sem graca.Sera mesmo necessario tudo isso numa festa tradicional e folclorica?? Os turistas incomodados que voltem pra suas casas. Como diz As Pastorinhas " voltemos aos nossos lares", e deixem que o jubilo de nossas almas pirenopolinas, falem mais alto e comemorem e celebrem essa tao linda festa. E certo que os tempos mudaram e que existem perigos rondando por todos os lados, mas nao e mais perigoso, politicos mentiroisos e corruptos, policiais que recebem propinas, prefeitos que nao comparecem em seus devidos gabinetes e nao atendem a populacao quando a mesma necessita? Nao e mais perigoso a nossa Pirenopolis ficar na mao de estranhos do que um simples mascarado a brincar pelas ruas?
    Talvez fosse o caso da prefeitura fazer um registro que identificasse os mascarados, mas nao um numero nas costas. Penso que se tiver que serem numerados daqui a alguns anos nao teremos mais os mascarados na festa do Divino. Meu Deus tem tanta coisa que precisa ser mudada ai em Pirenopolis e estao preocupados com numeros de mascarados???? faca me o favor nao e?
    "Curu cucu atras do bau fazendo careta pra Ze Lulu."
    26 de maio de 2011
    Philadelphia -PA USA

    ResponderExcluir
  5. UIARA PEREIRA DE PINA27 de maio de 2011 09:32

    Uiara Pereira de Pina

    Querido primo Adriano, minha mãe Ana Selmia.Bom, discordando um pouco do que minha mãe disse, e do comentário acima também, eu concordo em gênero, número e grau em colocarem número nos mascarados, por que?Porque eu como quase "pirenopolina", ex mascarada, presenciei fatos no ano retrasado na festa do divino, dentro da minha, casarão ao lado do teatro de Pirenópolis. Eu havia tirado a roupa de mascarado junto com minha turma de mascarados, e estávamos todos jantando na mesa da área, quando dois elementos com máscara pularam o muro do quintal da nossa casa e ficaram vigiando nossa casa, por fim o caseiro viu os expulsou de lá e eles fugiram, eu fiquei tão revoltada que corri atrás dos dois elementos, chamei a polícia que os prendeu com peixeiras, canivete e punhal, dois elementos de "GOIANÁPOLIS", plantadores de tomate. Outro fator aconteceu nesse mesmo dia no bairro "Bonfim", um elemento mascarado, pirenopolino, atirou à queima roupa em uma mulher e a matou. No último dia do famoso "ranchão", durante o dia, um elemento mascarado, foi retirado algemado pelos policiais, que por sinal fizeram um belo trabalho, com um pequeno punhal em suas mãos, ou seja poderia "enfiar no bucho" de qualquer pessoa e ninguém iria perceber, fatos estes presenciados por mim. Mãe, concordo que existem outras preocupações a serem destacadas na nossa cidade, mas em relação ao período da festa, medidas devem ser tomadas sim, pois o que era pra ser uma festa tradicional, religiosa, feliz e linda, passou a ser um cenário de assassinatos não esclarecidos, vândalos, baderneiros, luxúrias, sujeiras, e turistas que fazem o que querem da nossa cidade, por estar virando uma cidade sem lei, assim como o artigo que escrevi à respeito do ano novo do ano retrasado "CIDADE DE NINGUÉM". A numeração não irá impedir nenhum mascarado de brincar, de dizer "dá um dinheirim para o mascaradim", ou então cantar "mascaradim sem vergonha", irá impedir assassinatos, brigas, violência, pois caso contrário, elementos que não têm escrúpulos nenhum,matam, brigam, batem, sujam nossa cidade e láaaaa na frente na rua tiram a máscara e pronto nem o "papa" consegue descobrir quem foi, é a mesma coisa de um "sequestro relâmpago" onde a maioria acontece com pessoas encapuzadas, dá pra descobrir quem é pelo capuz?Não, não dá, então minha gente, a numeração só servirá para amenizar a algazarra, os homicídios, a violência, pois pessoas conscientes, pirenopolinos de fé, de raça e tradição, e que esperam por um ano a festa acontecer, jamais irão agir como animais, outros porém, os não tradicionais, os não pirenopolinos, os baderneiros, os criminosos, sem esse "chassi" em suas roupas continuarão agindo ocultamente no meio de nós sem se serem pegos,e o que é pior até nossos familiares correm o risco. Acho correta essa atitude, porque na Festa do Divino tudo pode acontecer, ninguém é de ninguém, e a droga está rolando solta. Dentro daquelas roupas e máscaras uma pessoa se transforma, para o bem ou para o mal, e nem ela mesmo sabe do que será capaz de fazer durante a festa. Tanta bebedeira, tanta droga, tanta facilidade, faz uma pessoa comum, vestir uma roupa engraçada, uma máscara cômica virar, quem sabe, "um monstro".
    27/05/2011
    Anápolis/Go

    ResponderExcluir
  6. José Antônio de Pina Siqueira Lopes Jayme - Vuldo "Zé do Abade"27 de maio de 2011 09:42

    KKKKKKKKKKKKKK!!!!! É só no Brasil e em Pirenópolis que acontece isso. Vejam só, como se dará o cumprimento da brilhante sentença: O mascarado, devidamente cadastro, registrado e numerado, estando na rua, encontra com algum espertinho que copia seu número, também mascarado, e vamos chamar a polícia para identificar o mascarado falso. Sujeito de chifres vermelhos, focinho alongado, pintas brancas e orelhas protuberantes, um verdadeiro chifrudo. Acionada a Polícia Militar, saem em busca do infrator, que desobedeceu a ordem que não tinha conhecimento, pois não era parte na ação civil pública, sendo preso por desobediência de sentença que não lhe impôs qualquer obrigação. Lá se vai a criminalização da manifestação cultura, também!Isso é Brasil! Não se judicializa manifestação folclórica ou cultural, proferindo limites para a cultura sob o pálio da manutenção da segurança. Se assim for, a ação também deveria retirar os cavalos do “cavalhódromo”, pois ficam sujeitos durante longo tempo a esforço excessivo, por vezes sem água, o que constitui crime ambiental, e portanto, teria que ser impedido o uso de tais animais na festa do Divino. Melhor seria que dessem cavalos de madeira para a encenação...motivando assim a intervenção judicial no caso. Pois bem, indo um pouco além, haverá o dia em que os magistrados ditarão o que o escritor poderá redigir, o que o pintor poderá semear em suas telas, e mais, que a “roqueira” deixe de acordar os pirenopolinos por perturbar a tranquilidade e o sossego alheio. Portanto, cada macaco no seu galho. A manifestação cultural tratada como tal e não como mero interesse difuso ou coletivo... José do Abade.

    ResponderExcluir
  7. UIARA PEREIRA DE PINA27 de maio de 2011 10:27

    "ZÉ DO ABADE" concordo com você também, mas infelizmente, os turistas e também certos pirenopolinos estão sem consciência e fazendo da nossa festa; tradição de ridicularidades, usuários de drogas por todos os cantos, violências, homicídio enfim.Creio que o que estão tentando fazer é diminuir isso um pouco, e evitar crimes.Sei que isso não salvará a nossa pátria, mas foi a maneira que encontraram. Na festa de Corumbá os mascarados são enumerados, e confesso pra você que acho a festa de lá muito mais organizada do que a nossa, não só por este motivo, mas por outros fatores também.

    ResponderExcluir
  8. Gente, parece que esse povo não entendeu... Prestem atenção: não há intenção de acabar com o Folclore, com a tradição. A intenção real (e que já vem tarde) é acabar com a violência e com os abusos!
    Mascarado passar e puxar o cabelo da menina, ou passar um susto em alguém, pedir um dinheirinho, uma cerveja, nada disso vai acabar!
    O que se pretende é evitar cenas como as que a UIARA citou: assassinatos, assaltos, abusos...
    Em Corumbá de Goiás há muitos anos os mascarados são numerados. E nunca tirou o brilho da festa ou afastou os foliões. Pelo contrário: as famílias e os turistas se sentem seguros, a apresentação das Cavalhadas não atrasa, e ainda tem sorteio de premiações p/ os mascarados, sorteados pelo número de identificação.
    A identificação do mascarado é feita sob um cadastro com RG, CPF e comprovante de endereço. Ele se responsabiliza pelo nº. Pode até trocar de fantasia, mas o nº é preservado e de responsabilidade total dele. A tarja com o número tem a logomarca da Prefeitura, não sendo fácil a reprodução.
    Ninguém fica sabendo quem é não, gente, essa identificação não é divulgada pro povo da festa.
    Do jeito que está sendo colocado pelas pessoas que aqui comentaram parece que o prefeito vai colocar um OUT-DOOR na entrada do campo com o número e o nome de todos os mascarados!E não é isso!
    Quem é folião de verdade, e é íntegro, com certeza não tem o que temer, portanto aceitará sem problemas a numeração.
    Fica o exemplo de Corumbá de Goiás, a sensação de segurança e a alegria de foliões.
    Infelizmente, os tempos são outros, e existem marginais que aproveitam da prerrogativa de mascarados para cometer crimes, traficar drogas, ofender pessoas, entre outras atrocidades.
    Apoio a decisão do juiz, mas me preocupa somente o modo como será feita a fiscalização e punição dos infratores. São milhares de mascarados, o efetivo da polícia é mínimo e não tem cadeia em Pirenópolis.
    Deve haver sim, um grande projeto de divulgação e conscientização para a população pirenopolina.
    Sugiro, também, que se crie, a médio prazo, uma associação para a defesa dos mascarados, para que discussões como essa possam ser feitas ouvindo todas as partes envolvidas.

    ResponderExcluir
  9. João Paulo Mascarenhas27 de maio de 2011 11:42

    Caro escritor Adriano César Curado,

    Parabéns por você abrir esta enquete para comentar a decisão judicial do magistrado de Pirenópolis. Como bem frisado, uma sentença não se discute, mas se cumpre. Porém nosso objetivo, aqui, não é discuti-la, mesmo porque já transitou em julgado, mas sim analisar o assunto.

    Penso que tanto o promotor de justiça quanto o juiz estavam bem intencionados ao desejar coibir abusos de mascarados, que todos sabemos existir. Por isso foi proposta a ação civil pública, já que a Câmara de Vereadores local, que era quem tinha a obrigação de regulamentar a Festa do Divino, nunca o fez. E se um Poder é omisso, outro lhe faz as vezes.

    Mas boa vontade não basta. E a decisão judicial vai se tornar inócua. Primeiro porque não poderá ser imputado ao Mascarado infrator o crime de desobediência, pois ele não figurou no polo passivo da ação, ou seja, não foi devidamente citado para tomar ciência. Só desobedece quem tem a obrigação legal de obedecer. Portanto, será atípica a conduta de quem permanecer de máscara fora dos limites da decisão judicial. E digo mais. Poderá configurar abuso de autoridade prender um indivíduo mascarado.

    Outro ponto inaplicável da decisão judicial é a fiscalização por parte do Município, que não tem poder de polícia para fazer cumprir os mandamentos impostos. Essa função cabe àS polícias, e não ao prefeito. E também será dificílimo comprovar que o Município de Pirenópolis dolosamente não impediu, por exemplo, que um mascarado transitasse pelo Alto do Bonfim, que é um bairro fora do Centro Histórico e portanto proibido.

    Acredito que temos mesmo que regulamentar os festejos, inclusive para segurança dos moradores e turistas, mas não dessa forma. O ato tem de vir de uma lei devidamente apreciada pelos representantes do Legislativo local, forma constitucionalmente prevista para impor uma obrigação erga omnes.

    ResponderExcluir
  10. Guilherme de Moraes27 de maio de 2011 13:45

    Que a prefeitura seja responsabilizada pelo descumprimento da sentença, eu até concordo. Alguém que, por desídia, deixa transitar em julgado uma sentença que colocará a corda no pescoço, merece mesmo ser penalizado.

    Mas como fico eu? Todo ano, no Domingo do Divino, chego a Pirenópolis, monto no meu cavalinho, visto minha já surrada roupa e encaixo a velha máscara de boi no cabeça. Não sei oficialmente de decisão nenhuma e nem tenho tempo para fazer pré-cadastramento. Então sou desmontado contra a minha vontade e preso por desobediência?

    Eu não participei de processo algum, não tomei ciência da decisão, e ainda assim serei penalizado? Isso é justo? Não me deram a oportunidade de fazer minha defesa nos autos, nem pude exercer o constitucional direito ao contraditório, e ainda assim serei enquadrado no crime de desobediência?

    Minha conduta será considerada criminosa porque faço parte da coletividade anônima denominada “Mascarados de Pirenópolis”?

    Dentro da minha humilde opinião, creio que isso não está correto!

    ResponderExcluir
  11. No meu modo de pensar não deveriam enumerar, mas fazer valer , a sentença do desrespeito e dos horários,como “ retirar mascara frente ao público, incentivar a beleza saudável do mascarado, abusos punição, trata de um ser humano, ninguém gosta de abuso em brincadeiras e podem sim se colocar diante disso, só que quem paga somos nós, que passam de três a quatro meses confeccionado a roupa, bordando nas mascaras”, minha turma saia mais ou menos uns 35, a caráter mascara de boi pena no cavalo flores artesanais, o TRADICIONAL MASCARADO, este ano vão nos perder, alem de tantos outros amigos que juntos, dávamos certo brilho a festa... Como no caso que foi dito ai em cima a policia deveria punir, não é porque é mascarado que se dá o direito de pular,ou invadir, um desconhecido na sua casa é um risco, limitar as ruas, exigir horários, já teriam bastante resultado, se não obedecer a prefeitura dispõe de lugares que poderiam servir de prisão aos seus cavalos, certamente para retirar pagaria uma multa ou sei La. Não cabe a mim projetar isso. Mas também sou pirenopolino,mas não moro atualmente na cidade. Devido as dificuldades que encontro também não posso cadastrar, e o medo de fazer uma certa clonagem do meu personagem ? tem muitos, e grande maioria que só tomam suas cervejas e brincam com o publico. Isso nos machucou, espero de grande coração que não apague o brilho, pois este ano o número dos mascarados vão cair.. podem esperar..E que não esfrie os outros MASCARADOS como me esfriou...

    ResponderExcluir
  12. Dora Pimentel Soares27 de maio de 2011 15:02

    Já tô até vendo o que vai acontecer! O mascarado não vai sair do campo no fim do intervalo, a cavalhada atrasando, então o Natureza pega o microfone e lê o nome de todo mundo que tá no campo. Ó fulando de tal, eu sei que é vc! Sai logo daí!!

    Depois vcs me contem!!!

    ResponderExcluir
  13. Denise Felizardo Moreira27 de maio de 2011 16:16

    Eu que já tive carro amassado por mascarado sou a favor da medida. Eles não tem limites, jogam o cavalo em cima e a gente é que se avenha.

    ResponderExcluir
  14. Acontece hoje uma reunião sobre o assunto... as 19 horas no sindicato... logo sai definitivo se vai ou não ser enumerados...

    ResponderExcluir
  15. Denise Felizardo Moreira27 de maio de 2011 17:53

    Meu amigo, não tem que decidir nada em reunião. Há uma sentença judicial que transitou em julgado, ou seja, não cabe mais recurso! Se a prefeitura não cumprir, é multa na certa; e os mascarados vão ser presos por crime de desobediência!

    ResponderExcluir
  16. Celina de Moraes28 de maio de 2011 20:47

    Vai ser bom numerar os mascarados de Pirenópolis. O povo tá precisando de ordem. As coisas não são mais como antigamente e tem muita violência no mundo. No fim, todo mundo se diverte e a tradição resta preservada.

    ResponderExcluir
  17. Sou plenamente a favor de numerar os mascarados, só não sei se vai dar tempo.

    ResponderExcluir
  18. Parabéns pela matéria e pela enquete, aqui estamos conhecendo todos os tipos de opiniões a respeito...acredito no cumprimento da sentença (afinal, como vários já disseram, sentença não é para ser discutida, é para ser cumprida)e concordo com a decisão. O Ministério Público local ao propor essa Ação Civil Pública quis acabar com certos exageros que todos os anos acontecem por parte dos mascarados, várias situações já relatadas na enquetes, sendo a mais grave o assassinato relatado pela Uiara...acredito que essa medida de cadastrar previamente os mascarados pode inibir certas atitudes dolosas e fazer com que o mascarado previamente cadastrados pensem muito antes de cometer qualquer ilícito e não se aproveitem do fato de que só porque estão com uma máscara cubrindo seu rosto, podem fazer o errado e o proibido.Wanessa Carvalho.

    ResponderExcluir
  19. Giovanna Teixeira30 de maio de 2011 09:55

    Nâo vai dar certo, mas a intenção do MP foi boa. A cidade tem bastante problema por causa da proximidade do entorno do DF. O certo, como alguém comentou aí em cima, seria uma lei municipal, e não uma decisão judicial condenando quem não é parte no processo. Porém, se uns não fazem, outros tem que tomar as vezes. Parabéns pela postagem e pela enquete.

    ResponderExcluir
  20. UIARA PEREIRA DE PINA30 de maio de 2011 10:22

    Bom querido Adriano, pelo visto a matéria já está dando o que falar.Enfim, estão tentando melhorar, e como diz a nossa música:"são tantas coisas que só Pirenópolis pode mostrar"...Pirenópolis é assim gente: Se ficasse do jeito que tava, sem a numeração dos mascarados, o povo reclamaria que a cidade não tem lei, agora que enumerou, o povo reclama que a justiça não pode fazer isso, ou não pode fazer aquilo, vai entender o ser humano não é mesmo?Ninguém nunca está contente com nada, nem mesmo quando a justiça tenta proteger a vida. O tempo é curto sim como disseram anteriormente, a intenção e objetividade é ótima, e vou torcer para dar certo, caso contrário esse ano presenciaremos mais atrocidades em nossa cidade. E aqui fica uma pergunta: "o mascarado gosta realmente de participar da tradição, ou apenas se esbaldar a fim de atrapalhar o brilhantismo da festa"? Esqueceram do episódio de mascarados entrando com seus cavalos dentro do "antigo" bar central?Já se esqueceram da briga que tiveram entre si, machucando pessoas e foi todo mundo parar na policia pra registrar boletins de ocorrência, e por sinal devem estar até hoje pagando cestas básicas?Enfim, dentre essa e outras situações "são tantas coisas que só Pirenópolis pode mostrar".

    ResponderExcluir
  21. André Luiz Vieira30 de maio de 2011 17:34

    Concordo com a Uiara Pereira e também acho que é melhor mesmo fazer alguma coisa, tentar algo, do que ficar parado esperando o tempo passar e as coisas acontecerem. Gente para critica tem basta, mas poucos se dipõem a meter a mão na massa de verdade.

    ResponderExcluir
  22. Caro primo Adriano Curado,

    Acredito que a iniciativa do glorioso MP e a sentença do nobre julgador foram acertadas.

    Sobre o prisma formal, na ausência de lei regulamentando o tema, cabe ao Ministério Público, na defesa de interesses sociais e coletivos, promover a ação civil pública que, transitada em julgado, fará coisa julgada e produzirá efeitos erga omnes (contra todos).

    No que tange ao aspecto material, a decisão se mostra acertada, tendo em vista que a muito não vige o tempo dos MASCARADOS ROMÂNTICOS.

    Infelizmente hoje, a maioria é baderneira, pra não dizer criminosa, e o que impera é a era dos MASCARADOS TERRORISTAS!!

    Os justos mais uma vez pagarão pelos pecadores. Porém tal medida de cadastrar os mascarados, não obstante atrasada, se mostra efetivamente necessária para se tentar coibir o grande número de trangressões cometidas por mal feitores que se utilizam da fantasia para cometer atrocidades.

    Quem já passou por isso e já foi lesionado por um mascarado sabe bem como é. Sempre fogem e deixam a pessoa no prejuízo.

    Parabéns pela iniciativa de postar sobre o assunto e permitir a discussão sadia a respeito de um assunto tão importante no que pertine a nossa querida Pirenópolis.

    Abraços, João Paulo Curado.

    ResponderExcluir
  23. Ola primo

    Concordo com o primeiro comentário de José Roberto: "Conduta invalida... Que a policia tire a mascara de quem perturbar" Já fui mascarado, mas vale a juízo de quem goosta dde ser mascarado.

    ResponderExcluir
  24. Eu acho que mascarado tem que ter um crachá...com foto, nome completo, número, cpf e rg, com chip de identificação e digitais. E acho mais, pra segurança de todos as máscaras deveriam ser todas iguais. Ou melhor, pra que máscara...o povo quer mesmo é beber, pra isso não precisa de máscara, e o resto é que se f....

    ResponderExcluir
  25. Eu concordo com o Ivo Godinho e com o José Roberto
    a polícia tire a mascara de quem pertubar.

    ResponderExcluir
  26. Prezado escritor Adriano César Curado,

    Muito mais do que a polêmica a respeito dos efeitos práticos da sentença judicial, o que esse tema traz à tona, na verdade, é a fragilidade da nossa sociedade. Vivemos em dias muito difíceis, onde por qualquer razão uma pessoa mata a outra, onde a droga está solta e levando gente tranquila a se tornar marginal.

    Leio os comentários acima e vejo um certo medo nas entrelinhas. Não estão discutindo mais se se deve ou não numerar os mascarados, estão sim procurando uma resposta para a fragilidade da cidade, que está muito próxima do bolsão de violência do Entorno de Brasília.

    Faltou discernimento aos governantes do Distrito Federal, que trabalharam apenas para aumentar seu eleitorado, atraindo para o Centro Oeste grandes levas de imigrantes, sem lhes dar estrutura de sobrevivência, nem educação, saúde etc.

    O resultado não poderia ser outro.

    Bem próximo a Pirenópolis está a região mais violenta do mundo, segundo estudos da ONU, só perdendo para Honduras e sua matança nas ruas. Isso quer dizer que, logo ali, além daqueles morros redondos, provavelmente está morrendo alguém, ou ocorrendo um estupro, uma lesão etc. É de preocupar mesmo.

    Do lado de cá (dos tais morros redondos) estão os pobres mascarados. São jovens que na maioria das vezes só querem continuar o que seus pais e avós fizeram, que é manter a tradição dos curucucus na Festa do Divino. Mas o medo está pregando uma tarja de identificação em todos eles, ainda que não sejam bandidos e nem conheçam quem o seja.

    Essa é a triste realidade em que vivemos.

    ResponderExcluir
  27. Está de parabéns o Dr. Rafael, mais toda a equipe do MP de Piri, assim como o Dr. Juiz de Direito, porque essa medida não vai atrapalhar em nada a festa e dará segurança para que tudo ocorra da melhor forma possível.

    ResponderExcluir
  28. Interessante a medida tomada pelas autoridades pirenopolinas.
    Se continuar assim, cuidado, mascarados; porque no ano que vem periga cobrarem-lhes o IPVA.

    ResponderExcluir
  29. Em que pese a ironia “refinada” de alguns, toda mudança tem uma certa resistência, mas no fim acaba contribuindo para a melhoria do meio. Numerar os mascarados de Pirenópolis, embora sem base legal ou meio de efetivar a medida, é uma boa ideia. Se não der certo este ano, temos mais muitas festas para testar o sistema, até chegarmos a uma solução viável.

    ResponderExcluir
  30. Esse assunto já deu pano pra manga, hein??!!

    ResponderExcluir
  31. UIARA PEREIRA DE PINA31 de maio de 2011 16:29

    Fabiano!Parabéns pelo comentário interessantíssimo. Até mesmo a "ironia" tem seu devido lugar. Talvez os pirenopolinos estão sofrendo antes da hora, por que não esperar e ver no que dá?Por que os tradicionalistas não se cadastram logo e vai "curucucar" numa boa. Por que achar que uma punição que nem tão severa é, será tempestade em copo d'água?Por que não se reunirem e fazer como foi pedido?Infelizmente, todo lugar tem isso, mas Pirenópolis é uma cidade inédita, todos estão insatisfeitos com tudo, se não for da maneira que querem não serve, se não for coisa ganhada nada serve, o que é pedido não é atendido.Seria melhor então as pessoas que não costumam sair mascaradas ficar implorando para os mascardos não tirarem suas roupas, pedindo para não puxarem os cabelos, pedindo até pelo amor de Deus para não pegar em suas partes íntimas.Isso já virou assédio sexual, tentativa de estupro, violência corporal, e outras coisas piores...Acordem pirenopolinos, a brincadeira de um "mascarado" vale a pena quando se vive a tradição de alma e não tem valor quando se transforma a brincadeira em "atrocidades" para nossa cidade, ninguém quer isso ou querem?

    ResponderExcluir
  32. Clauriane de Almeida31 de maio de 2011 17:28

    ua! teve uma reunião e falaram que não precisava mais do número... a prefeitura dispensou nós mascarados da numeração... já não tô entendendo é mais nada...!

    ResponderExcluir
  33. Martinho de Almeida1 de junho de 2011 08:46

    Clauriane, vc e o Maurício deixam de ser teimosos, eu já falei que tem que por número nas costas, senão eles pegam a gente, e não tem esse negócio de reunião, não. O juiz mandou e pronto.

    ResponderExcluir
  34. UIARA PEREIRA DE PINA1 de junho de 2011 09:31

    KAKAKAKA MUITO BEM MARTINHO,MANDA QUEM PODE E OBEDECE QUEM TEM JUIZO...CARO PRIMO ADRIANO, ESSE BLOG ESTÁ BOMBANDO,E ESTÁ ATÉ ENGRAÇADO, O POVO TÁ SOFRENDO ANTES DA HORA DEMAIS MEU DEUSSSSSSSSSSSSSSSSS!!!!

    ResponderExcluir
  35. José Maurício Ferreira1 de junho de 2011 09:34

    Na minha humilde opinião, a questão da numeração dos mascarados é uma forma de dominação do povo. Os ricos, poderosos, detentores do poder, numa manobra mais ousada, agora querem impedir que os mascarados, que são gente do povão, possam se divertir na festa do Divino.

    Cavalhada é trem de rico, tem que ter influência para entrar, dinheiro sobrando para comprar roupas e cavalos bons. Mas mascarados é coisa de todo mundo, porque não precisa de trajes caros e serve um cavalinho mancueba, mesmo.

    Como querem fazer a festa ficar só pros ricos, deixando a pobreza de fora, então inventaram essa história mal contada de numerar os mascarados, porque já sabem de antemão que ninguém vai se submeter a isso.

    Pirenópolis no passado já teve exemplos assim quando proibiram os pretos de participar da festa dos brancos e eles levantaram uma igreja própria e fizeram seus reinados e juizados. Será que agora querem que o povo faça outra festa do Divino, para mascarados poderem participar em paz?

    Eis minha insignificante opinião.

    No mais, parabéns pelo polêmico blog!

    ResponderExcluir
  36. UIARA PEREIRA DE PINA1 de junho de 2011 10:54

    Olha José Maurício, seu comentário é pertinente sim, mas quanto aos pretos serem proibidos de participar de festa dos brancos era uma questão, naquela época, de escravidão, e acho incontroverso comparar com a numeração dos mascarados. A "história mal contada" como disse, não é tão mal assim, em Corumbá de Goiás a Festa não é feita somente para os ricos, e os mascarados são enumerados, e a festa é esplendorosamente organizada, ao contrário do que está acontecendo em Pirenópolis, talvez falta organização, falta compreensão por parte da população, e falta também discernimento das pessoas. Ninguém irá dominar ninguém, ninguém quer mandar em ninguém, gente acorda!!!!!!!Estão tentando prevenir que aconteça mais crimes, diminuir a violência, e se não der certo dessa vez pronto não deu, oras, vocês estão fazendo mesmo tempestadde em copo d'água. É tão cômico que chega ser intolerante quando se trata de justiça em Pirenópolis. Ano retrasado, mascarados sairam nas ruas, com caixões escritos "crimes não solucionados", "Pirenópolis ou vietnã", e por ai vai, criticando da Delegada e da Polícia, e agora, mesmo que tarde, quando a justiça tenta ajudar, fazer algo para prevenir os absurdos o povo se revolta, vai contra a justiça. A vestimenta do mascarado não é coisa de rico, veste-se bem e bonito de acordo com a tradição quem pode arcar, quem não pode sai como quer e se diverte da mesma maneira, a enumeração não vai ser só para quem tem roupa bonita, ou máscara de papel marchê, será para todos "direito e obrigação" são de todos ok.Enfim, o blog do querido Adriano não é polêmico, mas sim o "fato" (assunto).

    ResponderExcluir
  37. Primo, bem oportuna, sua enquete sobre os mascarados, podemos observar varias opinioes e diferente argumentos. Pena que a esta altura, so nos resta comentar, pois como vc falou "Uma decisao judicial nao se discute, cumpre-se".
    Os tempos mudaram, e ate mesmo as tradiçoes tem que serem adaptadas, para poderem sobreviver!
    O sentimento de um mascarado e de liberdade absoluta, sem qualquer restriçao ou responsabilidade.
    Como mascarado aposentado, gostaria de lembrar que na minha epoca, era comum mascarados usarem revolveres calibre 38, com muniçao de verdade. Eu tinha uma garrucha, com o cano mais grosso que o bico de uma garrafa de cerveja! Teria cabimento isto nos dias atuais?
    Nao e a numeraçao que vai impedir que os mascarados se divirtam. Mais se começarem a restringir por demais, a circulaçao e a atuaçao deles, e o que e pior, se estas "infraçoes" forem punidas ao rigor da "lei",com o uso de excessiva força, como ja testemunhei - Mascarados sendo derrubados de seus cavalos, tendo suas mascaras arrancadas a força, sendo algemados, presos como infratores das leis ( mas que leis?); acredito, que o numero de mascarados, se nao zerar por completo, vai ser reduzido para no maximo, uma duzia de crianças; que nao dao legitimidade ao termo “Mascarados”.
    Sera que Cavalhadas, sem Mascarados, nao fica meio sem graça? Faltando algo?
    Porem, quero atentar que a negligencia , a falta de planejamento, das autoridades, principalmente quanto ao transito. E tambem a falta de apoio e o descaso com a Banda de Musica Phoenix, "que e essencia de qualquer festejo popular, que aconteça em Pirenopolis; (e nunca conseguiu sua sede); Vem diminuindo a cada ano o brilho de mossas festas e tradiçoes!

    ResponderExcluir
  38. José Maurício tocou no ponto chave da questão. Realmente, a dominação da sociedade imperialista impõe suas garras ao dificultar o acesso do proletariado a festa mundana, já que o cavaleiros, composto pela a elite social, não precisam se sujeitar a serem numerados, tendo dificultado seu exercício de participar da festa em nome da segurança...Que segurança é essa que se pretende fazer? A falsa ideia de que numerar mascarado impedirá o crime vem da mesma origem de que retirar as armas da população também o fará. Pensamento falaciosos de uma gente que acha soluções simplistas para problemas sérios. Quiçá se pudesse acabar com os problemas de Pirenópolis com uma decisão judicial, retirando os meninos de rua, encerrando a pobreza, despoluindo o rio da Almas, que nem almas mais o compõem. Se a caneta fosse mágica a ponto de sanar tamanho descompasso, o mundo seria melhor e não precisaríamos perder tanto tempo numa discussão enfadonha e desnecessária.A solução é acabar com as máscaras! Acabar com a festa! E por um fim nessa política de pão e circo que assola o país. E fim!

    ResponderExcluir
  39. UIARA PEREIRA DE PINA1 de junho de 2011 16:32

    GENTE VAMOS FAZER O SEGUINTE?SABEMOS QUE É DIREITO DE TODOS A LIBERDADE DE EXPRESSÃO E OPINIÃO, MAS VAMOS DEIXAR ACONTECER E VER SE VAI DAR CERTO, AO INVÉS DE DAR "PAULADAS" TENTANDO ACHAR O CERTO OU O ERRADO?SE NÃO DER CERTO, NÃO DEU, ANO QUE VEM TEM MAIS,E AS MEDIDAS SERÃO OUTRAS, VAMOS VER SE VAI DAR CERTO?

    ResponderExcluir
  40. eles estão querendo festa do divino apenas com cavalhadas e eles vão acabar conseguindo

    SEM NUMERAÇÃO MANDA QUEM QUER OBEDECE QUEM TEM JUIZO

    obs: mascarado tem juizo???

    ResponderExcluir
  41. MASCARADO COMETE CRIME??

    E AS OUTRAS PESSOAS(BANDIDOS,LADRÕES ETC...)MUITOS ESTÃO SOLTOS POR AI SEM NUMERAÇÃO NENHUMA
    PRIMEIRO NUMERE ELES PARA SOMENTE DEPOIS VIREM COBRANDO DOS MASCARADOS.
    A COISA MAIS SEM LÓGICA DO MUNDO É MASCARADO TIRANDO A MASCARA EM CERTOS LOCAIS DA CIDADE ISTO NÃO É SER MASCARADO MASCARADO QUE É "MASCARADO" NUNCA TIRA A MASCARA ESTÃO ESTRAGANDO COM UMA TRADIÇÃO DE MAIS DE 100 ANOS PAREM DE QUERER INVENTAR MODA!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  42. Denise de Camargo1 de junho de 2011 18:01

    Ué, gente, joguei no google sobre a festa do Divino de Pirenópolis e deparei com essa história de numerar mascarado! Não sabia disso, não! Eu saio todo ano mas não moro na cidade. Vou poder sair assim mesmo? Alguém me informa onde posso buscar respostas? Não tem nada no site da prefeitura!

    Que loucura! Quase que eu chego lá sábado e visto minha roupa, como todo ano, e vou presa.

    ResponderExcluir
  43. daraína Pregnolatto1 de junho de 2011 19:16

    assistam o jornal do almoço de amanhã naTV Globo.

    ResponderExcluir
  44. Eu acho que também deveriam numerar as baianas de escola de samba e as alfaias do maracatú, porem jamais numerar os políticos e funcionários da justiça e policia, por que estes não cometem crimes.

    ResponderExcluir
  45. Já pensaram se os pirenopolinos tivessem a mesma preocupação que tem tido com os mascarados com relação à saúde e a educação do nosso povo?
    Pois é, tudo é uma questão de prioridade...

    ResponderExcluir
  46. Bem, se só pode transitar no perímetro do Centro Histórico de Pirenópolis, NO CAMPO que está fora da área do centro histórico, mas sim na área de transição(como constam nos documentos do iphan)então deveriam tirar as máscaras certo?

    ResponderExcluir
  47. Iria ser engraçado se o Pompeu chamasse os mascarados no campo. Mas não aparecesse ninguém. Ai viesse a pergunta: Cadê os mascarados? Chegasse a notícia, estão todos presos!
    kkkkkkkkkk
    iria ser ilário.... MAS VAI TER QUE NUMERAR A ONÇA TAMBÉM! E tinha que ser o nº 01 pra dar exemplo!

    Terminando a Festa, numerar os mascarados das Cavalhadinhas (centro e vila).

    ResponderExcluir
  48. Daqui a algum tempo cantarão assim:

    Esta festa ta acando, esta festa vai ter fim....
    Esta festa ta acando, esta festa vai ter fim....
    Quando esta festa acabar, Quando esta festa acabar. Ai meu Deus, Ai meu Deus que erro que eu fiz!

    ResponderExcluir
  49. Como acabou os tapuios, também acabará os mascarados

    ResponderExcluir
  50. MC. Mascarado Catulé1 de junho de 2011 21:57

    até parece que numerar os mascarados vai acabar com a violencia da cidade!!!!!

    sou mascarado e saio a 13 anos e sei o que um mascardo conciente sofre... Apanha, leva lata de cerveja na cara, rasgão sua mascara e para essas pessoas que usam do seu direito de espectador para judiar de mascarado, vão numera-los também ou não?

    falei com a delegada hoje, e a perguntei...
    todos esses delitos que acontecem durante os festejos das cavalhadas acontecem durante a encenação da mesma, ou também acontece a noite?

    ela me respondeu...

    os furtos e as brigas acontecem a noite, e os pequenos delitos durante o dia.

    agora pergunto pra vcs, tem mascarado a noite?
    vão numerar as pessoas que saiem as ruas a noite? não né!!!

    a numeração qualquer um consegue falsificar.
    limitaram o transito de mascardo apenas para o centro historico, e o CAVALHGODROMO... fica no centro historico? acho que não!

    mais o que ta feito ta feito não é mesmo!!!

    mais os mascarados de Pirenópolis, decidiram em duas reuniões que não vão sair esse ano.
    contabilisando todas as turmas 850 mascardos, não iram sair esse ano!!!!

    curtam a festa de vcs.

    agradeço o espaço.

    MC, mascardo catulé.

    ResponderExcluir
  51. Os mascarados são folclore verdadeiramente Pirenopolino. Somos importantes porque também somos originais. Assim como somos e nos apresentamos não existe em nenhum outro lugar no mundo. Se existe é cópia. Os corumbaenses deveriam tirar os números dos mascarados deles para serem fieis à cópia. Tenho 65 anos de idade e saio de mascarado desde os 13 anos. Portanto devo ter alguma autoridade e legitimidade para falar sobre o assunto. Durante este anos todos muita coisa mudou no mundo e no Brasil. Nós mascarados mudamos muito pouco. É nesta pouca mudança que habita o nosso folclore. Não mudamos em nada em nossa essência, em nossa alegria, em nossa poesia. Pouca gente nos compreende. Também não temos nada inteligível. Aí também habita nosso folclore. Agora, estamos sendo vítimas de uma racionalidade burra, que atua de modo ignorante. Temos de perdoá-los porque não sabem o que fazem. Nos impõe regras que colidem frontalmente com nossa existência.
    Fala-se em crimes e graves delitos cometidos por mascarados, mas não expõem dados estatísticos.
    Não há uma confronto de dados de incremento da violência com outros festejos que ocorrem na cidade quando não temos mascarados nas ruas. Ou seja, têm argumentos mas falta-lhes números significantes que justifiquem medidas que se não exterminarem com os mascarados extirparam-lhes a essência e o folclore.
    A única medida eficaz seria o policiamento ostensivo. Isto até irá proteger o mascarado que muitas e muitas vezes é mais uma vítima da violência. Ao invés disto as autoridades preferem tomar uma medida polêmica, quase ineseqüível. Incompetência ou vontade de aparecer(mais que os mascarados)?
    Quem comete mais crimes, os mascarados ou os psicopatas que diariamente são soltos dos presídios por "bom comportamento", ou nos indultos de natal e datas comemorativas?

    ResponderExcluir
  52. Atenção todos,
    Proóxima etapa:
    Vem aí, o
    CURUCUCUZÓDROMO ou será MASCARADOLHÓDROMO? para desfile dos CURUCUCUS ou MASCARADOS sem máscaras, mas com CRACHÁS.
    Vai ter arquibancada? roletas de acesso?cadeiras de pistas? ou simplesmente galhos de árvores ou aluguel de postes?

    ResponderExcluir
  53. Números e Mascarados

    Nada mais tenho a dizer somente que, 16 crianças foram cadastradas pelos pais, matéria que foi publicada no presente dia em um jornal em Brasília, para sair de mascarado nas “tradicionais” cavalhadas de Pirenópolis, deveria revelar sua identidade com um número, e característica da roupa. Digo que matam os "curucucus", mas os valores de nós, os bonitos e bordados mascarados, que ficam meses ao decorar suas roupas, que passam o ano no arrepio todas as vezes que ouve Rio de piracicaba, que não dormem direito no mês de junho ou de maio, que sobe no cavalo e fica de pé em devoção ao Divino Espírito santo, se findam, não vamos colorir muito menos apoiar a tão desrespeitosa "lei"... Que pune quem nem pensa em delitos, e que libera a tão linda CAVALHADA ao esquecimento, que não mais terão sem nós Verdadeiros mascarados do Divino. Nossa cultura foi terminando aos poucos, primeiro privaram nossos cavalos de chegar ate o camarote, depois cimentaram, dando nos somente um pequeno espaço para cavalgar, o nosso tempo foi reduzido por menos da metade, isso por não ter energia na tão bela obra que fizeram, agora querem nos revelar com números ??? Pirenópolis esta cada dia mais igual a tantas outras cidades que perderam seus valores e a verdadeira cultura, por uma administração que não remete origem, e sim, vai com a maioria das pessoas que não são de Pirenópolis, que acham nossas brincadeiras tão engraçadas e saudáveis, em ofensas, o mascarado do Divino não tem intenção de matar, de roubar, muito menos de agredir ninguém, o mascarado do divino só quer ser ele, tomar sua cerveja, brincar com os mais antigos, dar uma flor a tão admirada moça, que com sua beleza encantou o mascarado, mistério que desvenda a rosa, confeccionada no papel, que rasga sem retorno, que perde seu brilho ao ter que ser como a direção muda. Pirenópolis perde mais uma de suas riquezas, de graça, simplesmente por não mais mostrar as coisas que mostravam, daqui um tempo vão mudar nosso hino, as músicas da novena, e até talvez os sinos da igreja, que podem perturbar turistas que dormem nas pousadas nas suas proximidades, tenho o conforto de embora com dor preferir que muitas pessoas de nossa figura, não estarem aqui,para ver isso. Minha geração esta ofendida imagine a deles ao ter que adaptar as nossas e tantas manifestações manipuladas, Se a moda pega em Goiás na procissão do fogaréu, as baianas, os blocos de carnaval, entre outras tantas festas, vão ganhar número, o que me dói meu povo querido, é ninguém poder fazer nada, o que me fere, e essa ofensa tão grande que nos faz, mas que seja feita a vontade do povo, não é mesmo?! Pelo visto os que não são naturais estão mandando muito mais, dos que aprenderam com os avós, brincando de cavalinho de pau, só esperando a grandiosa festa chegar... E agora? o que será ? Espero que não fique só em 16 mascarados... Mas que isso faça abrir os olhos, de que vão morrer, os que mais destacam a festa.

    ResponderExcluir
  54. Meus parabéns aos pirenopolinos que postaram duas observações interessantes.

    Primeiro, se é para numerar "todos" os mascarados, não podem deixar a onça da cavalhada de fora, pois ela também põe máscara e roupas típicas (o que em Pirenópolis quer dizer fato típico, antijurídico e culpável).

    Segundo, se não podem os mascarados transitar fora do centro histórico, como chegarão ao campo das cavalhadas, que é fora do perímetro tombado?

    vixe!!

    Eta autoridades distraídas, essas de Pirenópolis. Não prestaram atenção nisso!!

    ResponderExcluir
  55. João Vitor de Alencar2 de junho de 2011 09:42

    Por conta dessa bobagem, do barulho que esse assunto fez, minha mãe pediu preu não sair de mascarado este ano. Ficou bom, né?! Vou pedir pros meus amigos deixar isso pra lá também. Ano que vem, quando tudo estiver mais tranquilo, a gente sai de novo.

    ResponderExcluir
  56. UIARA PEREIRA DE PINA2 de junho de 2011 11:16

    José Roberto, parabéns pelo que escreveu.Concordo sim que os mascarados tradicionalistas não têm má intenção nenhuma.O que estão tentando fazer não é para acabar com "nós" mascarados,acabar com o brilhantismo da festa. O que vem acontecendo é que "gente de fora" penetram na nossa cidade com o objetivo de cometer crimes e aproveitam da festa e da máscara, e se escondem em meio aos matos.Infelizsmente, os justos pagam pelos pecadores.A enumeração eu concordo eu só acho incoerente não poderem transitar fora do centro histórico, acho que isso será mais ainda incontrolável.Acho que a medida veio um pouco tarde sim, porém é uma tentativa, não quer dizer que dará certo.Os mascarados irão diminuir muito com isso, mas até o ano que vem tem muito tempo para elaborarem algo mais concreto e organizado.Como "ex mascarada" sempre achei injusto o tempo dos mascarados no campo, acho injusto violentarem os mascarados também, mas acho ainda mais absurdo pessoas que nem da cidade são, se esconderem atrás de uma máscara para fazerem o que bem entendem, e a gente não sabe nem de onde é, porque pirenopolino de raça e tradição nós conhecemos até pelo "curucucu". É gratificante dá uma "cervejinha pro mascaradim", é especial "rir" das palhaçadas do "mascaradim", disso temos a certeza absoluta. Seria bom se a população se reunisse e fizessem como etão pedindo, só pra quem sabe, ver se vai dar certo, e não ir contra a festa, contra a medida, "bater o pé" à essa altura não irá adiantar, que tal se unirem e se cadastrarem e abrilhantar a cidade?O "POMPEU" que se vire sem vocês no campo, o bonito são vocês em frente a igreja com a banda, em frente a praça. É legal se unirem para acompanhar a festa, mesmo que uma medida não esteja agradando a todos, do que se unirem para desacompanhar,só por causa de números, não irão sofrer tanto assim, pensem bem, vale a pena tentar, já que gostam tanto da tradição, não é uma numeração em suas roupas, ou o trânsito em apenas alguns lugares que vai evitar de vocês liberarem "os espíritos" mals dentro de suas máscaras.O que acham?É uma opinião válida.Não sofram antes da hora, aproveitem antes da hora, enumerem antes da hora, se cadastrem, e se não der certo?No outro dia não saiam mais.Antes tentar do que passarem decepções de ficar participando da festa sem ter saído com suas roupas engraçadas e coloridas não é mesmo?

    ResponderExcluir
  57. Uiara, deixa de ser cabeça dura, eles tão querendo é acabar com nós, mascarados. Vc não viu isso ainda?!

    ResponderExcluir
  58. Uiara Eu Concordo em Partes, há muitos erros, não precisa de números para se mascarar, ate nem precisa ser devidamente na festa do divino... Esse ano deveria abrir mão desse decreto, mas depois ano que vem com calma e planejamento, poderiam fazer com que leis, sem números mesmo, ditassem o perfil de um mascarado comportar, para quem não obedecesse, cadeia. Até lá teriam que construir uma então... Ou multa, ou que ate mesmo retirassem a sua mascara frente ao cavalhodromo. Sairia melhor, planejado, com isso nós mascarados de boa fé, não iríamos prejudicar. É risco, é... Mas a arma que uma vez foi legalizada no Brasil, também pode matar, em Pirenópolis mesmo, não precisa de mascaras para usar drogas, a meu ver a conduta foi invalida... Uiara eu não digo a você que vou sair, os números ameaça minha segurança, um turista ou até morador pode imaginar um número e simplesmente dizer, que foi o número tal que amassou o carro perto do campo, e ai? Eu vou pagar por conta disso? Outra coisa, os mascarados "turistas" ou ate mesmo infratores que aproveitam disso, que vêm parar distorcer a tradição, podem muito bem aprontar, e então clonar o número, infelizmente foi como marcar um gelo. em 40 graus... Infelizmente é perigoso...É um preço caro, mas os Valores que recebi decorrente da minha criação vejo que não estou apto para correr esse risco de graça.

    ResponderExcluir
  59. Leila Pires de Sousa2 de junho de 2011 14:20

    Li todos os depoimentos aqui e creio que também tenho o direito de deixar meu palpite. Concordo com os que temem descaracterizar a festa, assim como concordo com os que são a favor da experiência.

    Mas por via das dúvidas, nós lá de casa não sairemos de mascarado este ano. Vamos deixar pro ano que vem. Não queremos arriscar nada e nem correr o risco de uma arbitrariedade policial.

    Moro no Alto do Bonfim e lá em casa somos quinze a menos.

    ResponderExcluir
  60. oi, sou primo da Leila e também não vou sair este ano, mas não é porque quero protestar, não - eu tô com medo, mesmo - moro lá no Bonfim e não vou arriscar topar com uns polícia - mas ano que vem, se Deus quiser, eu saio.

    ResponderExcluir
  61. José Clarindo Cabral2 de junho de 2011 15:01

    Eu tamém num vou sair pq tô com medo! Quem sou eu pra protestar contra alguém?! Sou um joãoninguém sem eia nem beira. Me preocupa mesmo é a polícia ficar sem limite. Por via das dúvida, boa romaria faz que em sua casa fica em paz!!!!!! já saí de mascarado demais, tá bão!! agora vou lá pra arquibancada tomar cerveja e comer espetinho!!!

    ResponderExcluir
  62. Taluana Cordeiro Ferreira2 de junho de 2011 15:38

    Lá em casa já deu um bafafá por causa desse assunto! Meus irmãos querem sair mas meus pais não vão deixar. Acho que no sábado não vai dar muita gente de mascarado, porque o povo vai esperar para ver o que acontece. Depois, se nada der errado, os mascarados voltam.

    ResponderExcluir
  63. O ideal é não dar ninguém.Seria bom se ficasse um grupo só conscientizando para ninguém sair. Acho que no momento este é o melhor caminho para que no próximo ano repensem e discutam melhor a lei.As coisas não podem ser arbitrárias. O cavalhódromo, ao ser planejado, já deixou de fora os mascarados pois não há espaço para eles. O ideal era ter construído um ir e vir pelo menos de um lado, como era antes. Sei de muitos mascarados que deixaram de sair desde que o cavalhódromo foi construído. Alguns dizem que saem por teimosia, porque podaram tudo e agora mais essa. Não há tradição que resista!

    ResponderExcluir
  64. Na minha opinião a "lei" de enumerar os mascarados foi tomada muito precipitadamente, não pensaram antes de escrever a lei e o que ela previa.
    Qual é a graça dos mascarados sem mascaras e enumerados. Qual é a graça dos mascarados só no centro histórico, mascarado foi feito pra divertir a população de dar um ar mais festivo a festa do Divino. Mascarado é quase a alma da festa.
    Eu vou sair este ano com meu irmão e meu pai, e pode nos prender não estou ligando, e não vamos nos enumerar, vamos me divertir como todos os anos e fazer a graça da festa.

    Onde já se viu tirar nossa graça

    ResponderExcluir
  65. Acho que deviam acabar com o carnaval também, tem tantas "ocorrências" e com futebol também. Viram o jogo do goiás e Vila o que fizeram com o estádio? teve até morte.O que não dá para controlar é mais cômodo proibir, dá menos trabalho. Pouso folia deve ser extinto do mapa, são tantas ocorrências...

    ResponderExcluir
  66. É isso ai Mascarado fiel, se sair, saia sem número quero ver o que vai acontecer. Imagina se todos os mascarados resolverem sair "desnumerados". Onde vão colocar todos?

    ResponderExcluir
  67. Gente, não vejo na numeração um risco ao brilho da festa. O momento é totalmente outro, como já falaram aqui. Baianas de escola de samba não usam máscaras - aliás, o carnaval brasileiro praticamente aboliu máscaras há anos, e continua carnaval. A Prefeitura recorreu da decisão do Judiciário? Não, né?
    Olhem, publiquei anteontem, no Diário da Manhã, um artigo sobre este tema; está disponível no meu blog - http://penapoesiaporluizdeaquino.blogspot.com/2011/05/pirenopolis-e-os-mascarados-numerados.html .
    Parabéns, Adriano, por levantar a lebre. Parabéns, Uiara, gostei de seus argumentos. E parabéns a todos os que opinaram aqui, o assunto é, realmente, de todos os que amam a cidade, suas tradições e sua cultura.

    ResponderExcluir
  68. Gente ,criaram uma lei sobre um patrimônio nacional tombado e nem o chefe do Iphan local teve conhecimento, só depois de assinada. Os mascarados é que são o show da festa ou acham que vamos aos camarotes para ver só cavaleiros.Mascarado é marca registrada nossa. Palhaçada...

    ResponderExcluir
  69. Sr Luiz,O senhor já saiu de mascarado? A questão não é somente a numeração mas todo o restante da lei. Mascarado não vai poder nem falar fino com o zoião do policial em cima. O momento é outro sim e tudo sofre mudanças, mas dentro de uma tradição dessas devia haver mais discussão antes da lei, não acha?

    ResponderExcluir
  70. José Clarindo Cabral2 de junho de 2011 17:13

    Meus amigos pirenopolinos, não desobedeçam uma sentença judicial, ainda que não tenham sido intimados dela. Haverá prisão e processo para quem desobedecer. O melhor mesmo, se não quiseram uma numeração, é ir para as arquibancadas e tomar uma cervejinha gelada, curtindo as belíssimas Cavalhadas de Pirenópolis.

    ResponderExcluir
  71. sem numeração,não deixem ninguem estragar a tradição

    ResponderExcluir
  72. Essa senhora que se intitulou "Indignada" tocou num assunto muito sério. O Iphan não tem conhecimento da ação! Então será que Pirenópolis corre o risco de perder o título de Patrimônio Imaterial Brasileiro? Tem que por sentido nisso!! Acabamos de receber o prêmio, seria um absurdo perder ele agora. Alguém precisa entrar em contato com as autoridades para confirmar esse problemas. Aí, Divino Espírito Santo, só faltava essa!!!!!

    ResponderExcluir
  73. Cidadão Pirinopolino2 de junho de 2011 19:29

    Festa do Divino sem mascarado é igual Romeu e Julieta sem goiabada.
    Os mascarados já virou um símbolo do Divino em Pirenópolis igual as Cavalhadas e o Imperador, e se não tiver essa figura escondida atrás das máscaras não há festa.
    As numerações são uma besteira. Porque que um policial vai prender um mascarado se ele não está cometendo crime?, só se agora alegrar as pessoas locais e os turistas for crime.
    Essa Lei deveria ser lida e relida várias vezes, ou talvez deixar isso de lado.

    Essa Lei deveria ser esquecida por todos e continuar essa festa que na minha opinião é a mais bonita de todo o mundo.

    ResponderExcluir
  74. Meu caro e ilustre Dr. Adriano, respondedo às suas perguntas anoto o seguinte:

    1) A referida ação civil pública era sim necessária, já que envolve interesse coletivo dos habitantes da Cidade de Pirenópolis e dos turistas que desfrutam da festa;
    2)Acredito que com um pouquinho de boa vontade o município de Pirenópolis consegue levar a efeito a fiscalização dos mascarados;
    3)Quanto a sentença ter validade para a festa deste ano, entendo que sim. Isso pelo fato de que, ao contrário das produções legislativas, não se exige prazo de vacância para as decisões do Poder Judiciário, devendo ser aplicada a sentença tão logo ocorra o trânsito em julgado. Além do mais, é do interesse público que se tenha maior organização dos mascarados o mais rápido possível.
    No mais, parabenizo pelo excelente texto e pelo incansável interesse em tornar a cidade de Pirenópolis num lugar cada vez melhor.

    ResponderExcluir
  75. O engraçado é que: se prender algum mascarado, nem local tem para coloca-lo kkkkkkkkkkk
    Nem cadeia Piri tem!!! Será que com isso a construiria?

    ResponderExcluir
  76. O certo seria não sair ninguém de mascarado para que estas pessoas que pensam que mandam na festa cairem na real qual será a graça da festa sem mascarado cavalhada é tudo igual todo ano você não aguenta assistir 30:00 e já fica enjoado daquela repetição anual.

    Não compensa sair de mascarado este ano as vezes ano que vem eles tiram esta lei absurda e sem sentido que eles estabeleceram este ano.

    ResponderExcluir
  77. Três coisas mais legais da festa do divino:
    1- Alvorada
    2- Mascarados
    3- Verônicas

    Agora depois dessa lei as duas coisas mais legais da festa:

    1- Alvorada
    2- verônicas

    ResponderExcluir
  78. Rodolfo Vieira Neto3 de junho de 2011 11:47

    esse seu blog é o comentário geral em Pirenópolis, parece que todo mundo quer deixar sua opinião aqui... eu também sou mascarado mas não vou sair este ano... vamos ver o ano que vem.

    ResponderExcluir
  79. Ninguem deveria sair de mascarado uma critica pois é assim que eles querem a festa somente com cavalhadas sou mascarado e discordo plenamete da numeração até as pessoas que saem de mascarado para se divertir acabam pagando por atos cometidos por outros.
    A coisa mais facil do mundo é alguem falcificar indentidade,trocar o numero na hora de se fatasiar,fazer mal a alguem e trocar de numero depois.
    e esta historia de tirar a mascara fora do centro historico acaba com a beleza e a tradição da festa.

    ResponderExcluir
  80. Gente! Todos os argumentos sáo válidos. Tanto a preocupação do MP e do Judiciário para com a segurança (e vale lembrar, também a segurança do mascarado é algo da maior importância). Alguém falou sobre um sindicato, acho que é o momento para se o criar, e rapidamente, ou alguma instituição, sei lá de que denominação, para tratar do caso coletivamente, de modo uniforme; estamos certos de que nem a Prefeitura, nem o IPHAN, deram importância ao fato. O que conta, agora, é salvar a tradição. E quero lembrar, também, preocupado com os resultados - que têm de ser favoráveis tanto ao bem comum quanto aos participantes da festa (mascarados e todos os que os cercam). E que náo vejamos os números como a única maneira de as autoridades realizarem o controle; deverá haver outras formas.

    ResponderExcluir
  81. Complementando:

    As autoridades pediram providências, parece que a Câmara e a Prefeitura não se interessaram. Aí, o Judiciário acabou bancando o Legislativo. Só que, tal como no caso das notas marcadas, as pessoas apontadas como criminosas são, a rigor, as vítimas... Vamos reestudar isso, Senhor Promotor e Senhor Juiz?

    ResponderExcluir
  82. Bravo, Luiz de Aquino, parabéns pelas suas corajosas palavras. Eu também moro em Pirenópolis e posso atestar que o pânico é geral. As pessoas estão com muito medo de arbitrariedades e por isso acredito que vai dar quase nenhum mascarado este ano. Tenho dois moleques que saem, mas já os proibi. Vamos aguardar o ano que vem.

    ResponderExcluir
  83. Cintia Miranda de Alvarenga3 de junho de 2011 15:07

    Que são as normas?

    Elas têm que nascer dos quereres da sociedade civil organizada e não impostas por um poder constituído.

    Na época dos militares, as normas eram ditadas por quem detinha o fuzil e os civis tinham que silenciar.

    Mas vivemos em épocas melhores, onde impera a democracia e o bom senso. Então, antes de impor a todos uma obrigação, não seria o caso de uma consulta popular?

    Afinal, a Festa do Divino é dos pirenopolinos. Não é apemas do prefeito, do juiz, do promotor ou do presidente da Câmara. Ela é do povo, do conjunto de pessoas que vivem ou colaboram de alguma forma com Pirenópolis.

    O que quer realmente quer o povo?!

    ResponderExcluir
  84. Só lembrando: a sentença judicial foi transitada em julgado por que a PREFEITURA DE PIRENÓPOLIS não se manifestou, ou seja, não se defendeu.

    Portanto: a causa de toda essa discussão gerada aqui é a falta de interesse da PREFEITURA em defender a festa e vocês, mascarados indignados!

    Cobrem dos seus governantes, pois foram VOCÊS que os elegeram!

    E lembrem-se: LEI quem faz são os governantes eleitos pelo povo. Aqui temos uma SENTENÇA JUDICIAL que só cabe à PREFEITURA cumpri-la.

    ResponderExcluir
  85. Parece que a pedra foi jogada e querem esconder a mão. IPHAN faz que não sabia, Prefeitura se faz de vítima e os mascarados são presos. Tem uma ultima reunião hoje as 20:00 no sindicato com o promotor. Vamos ver o que vai dar.

    ResponderExcluir
  86. Desnumerado Preso e processado...Por que?
    Sai de mascarado

    ResponderExcluir
  87. Pelo menos essa lei vai servir para alguma coisa. Assunto para falar a festa inteira

    ResponderExcluir
  88. O curso que as coisas estão tomando me faz prever que o Brasil ainda vai liberar a maconha e a cocaína e proibir o biscoito de chocolate e os mascarados.

    ResponderExcluir
  89. Terrível, o que descobri agora e que não havia percebido antes. Vejam bem o que a Tais Valle desse:
    "Portanto: a causa de toda essa discussão gerada aqui é a falta de interesse da PREFEITURA em defender a festa e vocês, mascarados indignados!

    Cobrem dos seus governantes, pois foram VOCÊS que os elegeram!

    E lembrem-se: LEI quem faz são os governantes eleitos pelo povo. Aqui temos uma SENTENÇA JUDICIAL que só cabe à PREFEITURA cumpri-la."

    Ou seja, quando ela se refere a voces, ela se revela: ela não é pirenopolina,
    e,ao "determinar que se tem de cumprir a sentença, assume um ar policialesco" de quem manda e obedece quem tem juízo. Ela é policial? ou, parente?
    Faça-me o favor.

    ResponderExcluir
  90. Esse momento me faz lembrar outro. Sabe qual? Padre Joel...

    ResponderExcluir
  91. Marcaram reuniões justamente quando inúmeros mascarados estão girando a folia. Aí dizem: Teve reunião e ninguém compareceu...

    ResponderExcluir
  92. Depois da festa temos de discutir o fichamento dos romeiros da festa do morro. Barraca e romeiros agora devem ter números também. Outra palhaçada!

    ResponderExcluir
  93. O que deu a reunião ontem???

    ResponderExcluir
  94. Policia não esta dando conta de vigiar o que precisa, vai dar conta de ficar vigiando mascarado. Motoqueiro também devia ter um grande número nas costas já que o número da placa da moto é pequeno e ninguém sabe quem é...

    ResponderExcluir
  95. Estou até vendo nos jornais depois da Festa" Lei judicial prejudica tradição e folclore em Pirenópolis. Das centenas de mascarados que fazem o colorido e alegram a festa, restou apenas uma dezena de crianças autorizadas pelos pais" KA KA KA...
    OBS: Da minha família são uns 30. Não vai sair ninguém!

    ResponderExcluir
  96. Alguém sabe o que deu a reunião de ontem?

    ResponderExcluir
  97. João dos Santos4 de junho de 2011 11:26

    Prezado Anônimo, eu estive na reunião ontem e ficou decidido que todos os mascarados aceitaram a numeração. Aceitaram também tirar a máscara todas as vezes que sairem do centro histórico, inclusive quando for dar água para o cavalo.

    ResponderExcluir
  98. Prezado João dos Santos, feliz do mascarado que tem um cavalo que bebe pouca água...rsrsrs

    ResponderExcluir
  99. Washington da Silva4 de junho de 2011 11:32

    Ue, então eu to lascado, eu moro no alto do bonfim....como vou sair da minha casa e chegar até no centro histórico??? Só se for com a máscara na mão e o povo rindo de mim....

    ResponderExcluir
  100. Todos vírgula,somente as 20 crianças que se cadastraram.

    ResponderExcluir
  101. Quantos mascarados(pessoas que dizem que saem de mascarado mas na verdade não saem e não entendem nada sobre o assunto) compareceram na reunião? já que muitos mascarados estão na folia.

    Eu acho que isto é mentira porque se não se isto fosse verdade todos os mascarados que saem anualmente se cadastrariam.

    ResponderExcluir
  102. Continuação,é só ler a reportagem:
    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2011/06/03/interna_cidadesdf,255286/violencia-ameaca-a-tradicional-festa-do-divino-em-pirenopolis.shtml

    ResponderExcluir
  103. o povo vem, não sei de qual quinto , diz ser os guardiães da sabedoria, cria novas regras e normas,(que são para o bem do povo) o povo diz amém... De boas intenções os quintos estão cheios...

    ResponderExcluir
  104. Sr. João dos Santos Ficou decidido na reunião que todos os mascarados aceitaram a numeração? O que foi Feito? visita domiciliar? plebicisto onde todos votaram? faça me rir.Voce quis dizer que: Ficou decidido que VÃO TER QUE ACEITAR SE QUISER SAIR OU SERÃO PRESOS.

    ResponderExcluir
  105. anônimo numerado4 de junho de 2011 13:31

    Que disgrama sô! Que ódio. que raiva . que droga, já perdi até o sono por causa dessa meleca...

    ResponderExcluir
  106. Mais qual foi o resultado?

    ResponderExcluir
  107. O resultado é que ninguém vai sair. Sem mascarado a lei deve ser repensada

    ResponderExcluir
  108. Se sair vai ser: mascarado numerado bobão

    ResponderExcluir
  109. A campanha é para não sair ninguém. Mascarados unidos jamais serão vencidos. Será?

    ResponderExcluir
  110. Uai sô! será que se não der mascarado eles vão buscar em Corumbá?? Os congos já vem de fora.

    ResponderExcluir
  111. Só mascarado de Corumbá mesmo aceita numeração. Tem base? Não tô chamando eles de bobão não, mas...

    ResponderExcluir
  112. Vamo sair todo mundo sem número

    ResponderExcluir
  113. Não fosse a desobediência de ordens mal dadas, não estaríamos nós nesse tipo de sociedade que temos hoje, que nos permite pelo menos o direito de falar. Não fosse pessoas contrariadas pela decisão das autoridades não teríamos revoluções, evoluções, quedas de impérios e ditaduras. Estaríamos ainda no feudalismo ou sob jugo de coronéis. Não são estes hoje no poder aqueles que estavam sendo espancados e presos há 40 anos?
    Pois discordo do prezado Adriano quando diz que "Uma decisão judicial não se discute, cumpre-se". Como indivíduo, grupo ou sociedade, organizada ou não, temos o direito de resistir a uma ordem ou lei que ameace a vida, a liberdade, a integridade física e os valores morais, sociais e culturais. Se TODOS os Mascarados, ou uma grande parte deles, desobedecerem a decisão, como forma de protesto, apelando ao Direito de Resistência e usando a Desobediência Civil Passiva, como Gandhi usou na Índia, estariam no seu direito e dentro da ordem. Assim como uma greve ou revolução, é direito do povo se rebelar contra o estado de poder quando este não cumpre a sua função ou a satisfaz, mesmo que tais ordens sejam imposta sob violência. Mascarado não é bandido.
    Pela polêmica gerada, pela característica da Festa de Pirenópolis e pelo papel do Mascarado no contexto cultural é certo que a decisão do juiz foi insensata. Não fez ele, e nem o promotor, uma ação pensando na sociedade, pois não hão de resolver os problemas de criminalidade desse jeito. Estão, na verdade, apenas cumprindo seu papel, fazendo sua parte neste folclore: o papel do poder das elites ordenadas, representadas pelos Cavaleiros e camarotes contrariadas com a liberdade, irreverência e espontaneidade dos Mascarados, querendo coibi-los. "Sai do campo, mascarado!". E os Mascarados fazendo o seu papel de contrariar e se opor aos poderes constituídos, só a eles, como Mascarados verdadeiros, é dado esse direito.
    Quanto ao título de Patrimônio Imaterial Brasileiro, a Festa do Divino Espírito Santo de Pirenópolis só o recebeu, pois ainda mantém sua originalidade, o que não aconteceu com a festa de Corumbá e Palmeira de Goiás, e os Mascarados são a representação mais próxima e marcante desta originalidade. Identificá-los é subtrair desta originalidade sua principal característica, o anonimato.
    Não sou mascarado, apenas um amante e estudioso de Pirenópolis, mas acredito que quem é mascarado sabe do que estou falando e penso que aqueles que acham que a ação do promotor e decisão do juiz foi acertada é porque não é, nunca foi mascarado ou é uma minoria e querem ver a festa do alto de seus camarotes com a segurança da nobreza colonial.
    Em suma: penso que se os Mascarados se deixarem numerar estão deixando para trás a sua principal beleza e personalidade. Também que se eles não saírem, estarão abrindo mão de sua função e espaço na festa, deixando o espaço para os piratas e bandidos. Se depender de mim, faço um apelo: LEVANTEM MASCARADOS, MOSTREM O QUE É SER MASCARADO, FAÇAM A FESTA COMO SEMPRE FIZERAM COM PAZ, ALEGRIA, IRREVERÊNCIA E ESPONTANEIDADE. NÃO SE DEIXAM CONTROLAR. SAIAM TODOS COMO SEMPRE SAIRAM. A FESTA É DO DIVINO E O DIVINO HÁ DE LHES DAR GUARITA.

    ResponderExcluir
  114. Belas palavras Mauro Cruz

    ResponderExcluir
  115. Mauro, concordo com o que você colocou. Já havia postado antes : Ou saem desnumerados ou não saem. Aceitar este número é muita humilhação. Imagina um mascarado fazendo uma crítica a um político como sempre acontece (e é a nossa diversão) e o político: Anote o número. Quem vai ser espontâneo assim? A gota d'água foi a morte o ano passado(que iria acontecer de qualquer forma). Se tivesse sido um motoqueiro a atirar numerariam todos os motoqueiros? Quantos crimes foram feitos sem máscara na cidade e não sabem quem fez?

    ResponderExcluir
  116. Mascarado Romântico4 de junho de 2011 20:43

    Sou mascarado e sei muito bem o que o senhor esta falando Mauro Cruz. O senhor expõe com clareza e lógica sua opinião sobre a insensatez que estão cometendo conosco.
    O senhor demonstra entendimento e compreensão do espírito do mascarado.
    Nossa essência é o politicamente incorreto, e nos valemos do anonimato.
    Ocasionalmente, há excessos por parte de mascarados, mas nestas situações o policia deve agir. Como acontece mesmo nos dias normais.
    Somente uma pessoa de grande conhecimento e sobretudo dotada de grande sensibilidade escreveria o que o senhor acabou de escrever.

    Muito obrigado!

    ResponderExcluir
  117. Gente acho que tem que mudar a campanha mesmo. Em vez de não sair ninguém, sair todo mundo sem número. Coitada das costureiras... E as lojas dos primo então? compraram tanto cetim e não vão vender nada? e as fazedeiras de flores, contando com o dinheirinho...

    ResponderExcluir
  118. Dizem que antigamente o Imperador podia libertar os presos durante seu reinado. Quem sabe o imperador não liberta os mascarados?

    ResponderExcluir
  119. Não ha como negar que o Santo Daime é uma droga pesadíssima, de grande poder alucinógeno e que compromete a saúde do seu usuário, sobretudo a mental.
    Contudo, sabiamente, o Santo Daime passou a ser reconhecido pela Lei Brasileira como uma legítima manifestação dos costumes dos povos, respeitando assim uma herança cultural.
    O CONAD (conselho nacional anti-droga) retirou o DMT (princípio psicoativo de Santo Daime) da lista das drogas ilícitas.
    Ano passado, crimes e mortes envolveram o Santo Daime, como a do Cartunista Glauco e do seu filho ou de um jovem de Goiania que morreu assim que injeriu o Santo Daime foram notícias, mas nem por isto pensou-se e alterar leis...etc. São casos isolados. Não sao a regra.
    O tão comentado crime cometido por um mascarado deve ser visto do mesmo modo.

    ResponderExcluir
  120. Os mascarados de Pirenópolis foram excluidos da festa do Divino, quando construiram aquele Elefante Branco(amontoado de concreto) nem por isso a festa acabou. Pena que os mascarados não perceberam que já foram excluidos a muito tempo.
    As autoridades deveriam ter percebido que a violencia envolvendo mascarados só passou a acontecer após a construção do CAVALHODROMO, ELES(os mascarados) perderam seu espaço.

    ResponderExcluir
  121. Andreia Gonçalves Almeida5 de junho de 2011 19:38

    No fundo, nossa Pirenópolis está pagando o preço da proximidade do Distrito Federal. A cidade é vizinha dum bolsão de violência, que cedo ou tarde chegará aqui. Não há como escapar dessa realidade, temos sim que tomar medidas para reprimi-la. Por isso, acredito ser importante a identificação dos Mascadaros do Divino. Só discordo da forma como é feita e do fato de vir duma decisão judicial. Quem tem que decidir essas coisas é o povo, através dos seus representantes no Legislativo.

    ResponderExcluir
  122. Amaurindo José Cavaltante5 de junho de 2011 19:43

    Abaixo-assina, revolta organizada, resistência à força policial, apelação para político influente, nada disse adiantará, vocês só conseguirão uma ação judicial nas costas. A única maneira de reverter isso, de forma sábia, é impetrar uma habeas corpus coletivo no Tribunal de Justiça de Goiás.

    ResponderExcluir
  123. Rivalindo Pereira Vital6 de junho de 2011 08:12

    Senhoras e senhores, já que a discussão descambou para o lado jurídico da lide, na minha opinião o melhor mesmo é entrar com uma ação popular. Ela é rápida, qualquer eleitor pode fazer e substitui as vezes do promotor de justiça, já que também visa defender um direito difuso e coletivo.

    Essa história de desafiar as autoridades, tipo sairemos sem o número para ver o que acontece, é perigoso. Na hora do "vamos ver", o sujeito fica sozinho e acaba preso. Não dá para argumentar com policial nervoso, já estressado com tanto problema que uma festa desse porte acarreta.

    Outra forma de reverter a sentença é uma ação revisional, também junto ao Tribunal de Justiça de Goiás, mas aí ela leva mais tempo.

    ResponderExcluir
  124. Marina de Assis Alcântara6 de junho de 2011 09:21

    A Festa do Divino já vem aí, daqui a pouco é dia de sair de mascarado, mas ninguém sabe ainda com segurança o que vai acontecer. Tá dando uma vontade danada de chorar! Por que essa gente tem que judir tanto do povo?! A gente não faz nada, paga os impostos direitinho e ainda assim paga pelos erros dos outros?! Eu fico o ano inteiro esperando chegar a festa do Divino, nada pode dar errado. Não quero ver meus amigos presos, nem a festa desanimada...!

    ResponderExcluir
  125. Maria Fernanda Soares Lima6 de junho de 2011 10:47

    Para mim, este ano não terá festa do Divino, fiquei muito chateada com essa história dos mascarados e vou viajar!!

    ResponderExcluir
  126. Gabrielle Teixeira Vital6 de junho de 2011 11:59

    Eu já fiquei triste demais com essa bafafá todo! Talvez não tenha mesmo muito mascarado este ano, mas eu vou é me desligar desse assunto e curtir a festa nos ranchões e da cavalhada.

    ResponderExcluir
  127. Amarildo Santana Albuquerque6 de junho de 2011 14:03

    É muito bonito esse discurso todo a favor da desobediência civil, mas eu quero ver na hora do pega-pra-capar quem vai botar em prática. Confortável para as pessoas virem na Net estimular esse tipo de situação, só que quando a polícia começar a catar mascarado na unha, esses estimuladores da anarquia estarão longe, em suas casas, em silêncio. Pensem um pouco antes de escrever palavras desse calibre!

    ResponderExcluir
  128. UIARA PEREIRA DE PINA6 de junho de 2011 16:32

    KAMYLA, NÃO É QUESTÃO DE SER CABEÇA DURA, E SIM DE OPINIÃO, JÁ PRESENCIEI DENTRO DA MINHA CASA, DOIS MARGINAIS E CRIMINOSOS MASCARADOS SALTANDO O MURO ENQUANTO EU JANTAVA COM MEUS AMIGOS, QUEM VIVE SENTE.SABE DE ONDE ERAM?GOIANÁPOLIS,E QUER SABER MAIS FORAM PRESOS COM DUAS PEIXEIRAS E CANIVETES, ENFIM A OPINIÃO E LIBERDADE DE EXPRESSÃO É GARANTIDA.

    ResponderExcluir
  129. UIARA PEREIRA DE PINA6 de junho de 2011 16:48

    O pior é o que está por vir na festa, mascarados revoltados e irritados, vão piorar a situação e partirem pra cima de policiais, aguardem, não irá acontecer coisas boas durante a festa, enfim, não é "acatar humilhação da justiça", é "tentar", é melhor tentarem, mas se não querem, o jeito é curtir a festa do mesmo jeito.E com certeza, tem muita coisa boa pra ver; o queima, a procissão, a alvorada, a cavalhada etc.....

    ResponderExcluir
  130. tem que sair todo mundo sem numero até agora vcs não entenderam isso!!!!!!!!!!!!!!
    os policiais não vão prender todo mundo

    ResponderExcluir
  131. Amarildo Santana Albuquerque6 de junho de 2011 17:59

    Caríssimo (a) anônimo (a) , é verdade que os policiais não vão prender todo mundo, mesmo porque não teriam onde colocar. Mas algumas dezenas eles pegarão. E quem serão esses que se sacrificarão, levarão um processo criminal nas costas, para que os demais escapem?! Você se habilita a ser preso?! Porque pegar, eles vão pegar! Têm que cumprir uma decisão judicial. Pare de ficar espalhando esse tipo de ideia na Net, porque tudo tem consequência.

    ResponderExcluir
  132. Mascarado mascarado6 de junho de 2011 20:34

    Sta. Uiara Pereira de Pina, acreditas mesmo que numerando-se os mascarados estarás livre dos gatunos. Pois podes ter certeza de que a numeração dos mascarados não vai deixar ninguém mais seguro. Deverás continuar com um olho no prato e outro no muro quando na festa deste ano estiveres jantando com os amigos, mesmo que este ano não saia nenhum mascado sem número.
    No sentido de por ordem na casa, esta medida é inteiramente inócua. O único resultado prático dela será por fim de uma tradicação originalmente pirenopolina e secular.
    Sei também que sob esta cortina de fumaça moralizadora de coibir a violência, o que se pretende mesmo e por fim à graça da festa.
    Quando eu era criança, uma tia minha, beata e muito feia, se sentia extremamente infeliz em ver as pessoas alegres e se divertindo. Aos sábados a noite, ficava felicíssima quando chovia muito e a energia acabava. Ela pensava explodindo de felicidade: hoje ninguém vai se divertir. Naquele tempo ninguém saia de casa numa situação desta. Ela odiava tudo e, apesar de muito rezadeira odiava até procissão.
    É este espirito desta tia que triunfa hoje. Cai na real Uiara!

    ResponderExcluir
  133. Sérgio Pompêo de Pina Júnior7 de junho de 2011 01:30

    Numerar mascarado não resolverá problemas sociais, muito menos diminuir abusos e delitos cometidos por pessoas de má fé.
    Não se mexe em tradição, costume e folclore de um povo. O que está faltando é policiamento nas ruas, pois se tivesse policial suficiente para transitar durante a Festa crimes não seriam cometidos, já que a figura do PM intimida qualquer marginal.
    Saio de mascarado desde os meus 12 anos e este ano a brincadeira acabou. Este personagem perdeu sua principal e mais fundamental característica, o anonimato, para dar lugar a uma lei que visa a segurança da sociedade pirenopolina.
    Ano passado não pude participar da Festa por ter fraturado minha perna. Fiquei na porta de casa sentado e fotografando os mascarados. Eles vinham em grupos ou sozinhos, a cavalo ou a pé, sempre brincando e pedindo dinheiro, pois é isso que eles fazem. O interessante foi não ter visto nenhuma viatura da PM passando na rua durante os três dias de Cavalhadas. Não tive medo de mascarado, tive medo de pessoas de outras cidades (turistas), que não entendiam o que estava acontecendo. Já fui assaltado na porta de minha casa por turistas de Goiânia e tive que fazer o papel da polícia, correndo atrás de bandido e levando pra delegacia. Deixemos os turistas mais à vontade (esquecidos por um instante) e preocupemos mais com o que é nosso e está sendo destruído. Não vamos poupar o governo e a segurança pública de suas obrigações. Eles que pedem reforços e nos protejam, mas acabar com os mascarados não.
    Vamos deixar nossa vaidade de lado e vamos pensar mais em nossa tradição e em nosso costume. Se a Festa dura 193 anos é porque pirenopolinos lutaram para isto e não é uma atitude estúpida e preconceituosa que irá desmanchar o que os nossos antepassados construíram. Respeitemos sem comparações nossa tradição, nosso costume, nosso folclore, nossa festa para que as pessoas de fora possam respeitar também. É com boa educação que se faz um povo e não com punição. É assim que somos, é assim que falamos, é assim que andamos, é assim que vestimos, é assim que festamos, se não estiverem satisfeitos retirem-se e vão procurar outro lugar para aparecer mais que nós pirenopolinos de sangue, alma e coração.
    Só um lembrete: na Festa do Divino as ruas são tomadas por cavalos, este é o momento deles, respeite. Deixe seu automóvel em casa para assim poder participar e desfrutar da beleza que ainda resta na Festa, evitando acidentes. Se não for possível, pelo menos não tente competir espaço com os cavaleiros, pois é de direito deles transitarem a cavalo nesta época.

    ResponderExcluir
  134. Francielle Mariana de Albuquerque7 de junho de 2011 07:49

    Concordo plenamente do o Sérgio Pompêo. Se é o momento do mascarado sair às ruas, esse instante único deve ser preservado e lhe dado prioridade.

    Outra coisa. Não é bom pregar desrespeito a ordem judicial, pois quem estará lá, no momento de apreender os mascarados, não será o juiz nem o promotor, e sim a Polícia Militar.

    Se quiserem mesmo protestar, a melhor forma é não sair de mascarado. Depois que o campo estiver vazio, sem o colorido de todos os anos, o brilho da festa ficará menor e aprenderão a valorizar esse folclore tão lindo e tão pirenopolino.

    Essa a minha opinição.

    ResponderExcluir
  135. Marcelo Fernandes7 de junho de 2011 11:07

    Só gostaria de lembrar aos caros leitores e comentaristas da matéria acima que, o debate é bom, mas quem deveria ter atuado quando foi intimado da ação civil pública, não fez nada, simplesmente se "omitiu", o MUNICÍPIO.
    Ele sim, ao ser intimado deveria ter aberto a "boca", informar a população pirenópolina que no judiciário tramitava tal ação, que se diga de passagem foi protocolizada no ano passado. Isso, mesmo, esta ação foi proposta pelo MP na festa do Divino do ano de 2010. Ele, o MUNICÍPIO sequer contestou, e nem se deu ao trabalho de divulgar. Depois do leite derramado, não adianta chorar. Nos resta apenas cumprir a decisão, infelizmente ou felizmente, quem sabe.

    Marcelo Fernandes.

    ResponderExcluir
  136. Sr. Marcelo Fernandes, concordo em absoluto com sua pessoa e acho mesmo que o Município de Pirenópolis deve pagar a conta da sua omissão.

    Agora, que têm os pobres Mascarados com isso? Estes não foram citados para contestar a ação civil pública proposta, não tiveram como exercer seu constitucional direito ao contraditório e à ampla defesa.

    Sendo assim, como poderão ser penalizados com fundamento num crime de desobediência? Só desobedece quem tem o dever legal de obedecer, e isso cabe dentro da conduta do Município, que teve acesso aos autos e foi cientificado das penas da revelia.

    Um jovem que vista uma máscara e saia pelas ruas numa manifestação folclórica, que nunca tomou ciência duma ação judicial, que nunca foi citado para contestar feito algum, a ele não pode ser imposta a pena do crime previsto no artigo 330 do Código Penal.

    E digo mais.

    Cada mascarado que for derrubado do cavalo e encaminhado à Delegacia de Polícia para lavratura do termo circunstanciado de ocorrência poderá impetrar ação penal por abuso de autoridade e protocolar uma representação nas respectivas corregedorias.

    Essa é a minha singela opinião.

    ResponderExcluir
  137. UIARA PEREIRA DE PINA7 de junho de 2011 11:40

    SENHOR Mascarado mascarado!
    Cair na real, todos devem cair, inclusive o senhor. Não estou dizendo, nem nunca disse em algum comentário que a numeração dos mascarados vai diminuir a criminalidade na cidade, inclusive o senhor deveria ler acima os diversos comentários. O que eu quis dizer e disse, é que isso é uma alternativa para coibir que pessoas de fora venham aproveitar da nossa festa e das máscaras para cometerem atrocidades, é uma TENNNNNTAAAAAATIIIIIVAAAAAAAA!!! Se a tennnnnnnnnnntatiiiiiva não der certo, ano que vem, e com tempo terão que organizar mais a nossa festa. Que vai ser sem graça, ah isso vai, que não vai ter mascarados, com certeza não, talvez isso mostre que não só a Festa do Divino, mas todas as outras festas da nossa cidade e inclusive a nossa cidade, estão precisando de cuidados especiais, pois está mais me parecendo uma "CIDADE DE FAROESTE" é só chegar um bandido meter bala e pronto. Não adianta colocar culpa, não adianta se irritarem, a medida está ai, cumprir ou não é escolha de todos, não cabe à você ou a mim dizer "caia na real", pois quem não anda caindo muito na real são os próprios pirenopolinos, e o governante da cidade. Nessa cidade não há união política, não há união da população, não há união de ninguém, é por isso que está "a mercê" de tudo.Quanto a ficar com olho no prato e olho no muro, o senhor pode ficar tranquilo, que isso cabe aos donos da casa, como foi feito no ano retrasado, tanto é que os marginais foram presos. Ao invés de discutir ironicamente; uma sugestão é certa, muita gente publica seus artigos em jornais assim como eu publico sempre, o senhor poderia também fazer o mesmo, dando sua opinião e expressando sua indignação, vai em frente, vale a pena, a liberdade de expressão e opinião é garantida pela Constituição ok.Abraços.Querido primo Adriano,os comentários já estão virando palhaçada com certeza viu, e infelizmente as pessoas partem por esse lado.

    ResponderExcluir
  138. UIARA PEREIRA DE PINA7 de junho de 2011 11:43

    Sérgio Pompêo de Pina, gostei muito do seu comentário, e queria destacar sobre a "chegada da folia", que inclusive atrasou muito, a prefeitura não teve a capacidade de fechar as ruas e deixarem os cavalos circularem tranquilos, tinha ônibus estacionados, e muitos carros, isso prova o que?A nossa CIDADE está precisando ser reorganizada, mas enfim quem votou decidiu não é mesmo?

    ResponderExcluir
  139. Daraína Pregnolatto7 de junho de 2011 12:24

    Mauro e Serginho! Disseram tudo!!! Parabéns aos dois e a todos que se esforçam por entender o que á uma manifestação cultural popular! Não saio de mascarada mas estou apoiando de corpo e alma seu manifesto! Vida longa aos mascarados! Respeito à cultura popular!

    ResponderExcluir
  140. Mascarado mascarado7 de junho de 2011 13:01

    A melhor coisa da festa do Divino e agente ficar esperando...aquela expectativa...os preparativos...as roupas...as flores...as mascaras...Este período pré-festa é muito melhor que a festa em si. Até isto nos foi arbitrariamente tirado! Que pena!

    ResponderExcluir
  141. Amarildo Santana Albuquerque7 de junho de 2011 13:46

    Que pena mesmo! Tiraram de nós até a expectativa da festa! Não temos nem o direito de ficar com aquele friozinho na barriga de quem aguarda algo grandioso. Quer saber? Não vou a Pirenópolis nesta festa. Vou para Caldas Novas curtir a animação. Tomara que não dê mascarado nenhum!!!

    ResponderExcluir
  142. Andrielly Raquel de Sousa e Silva7 de junho de 2011 13:57

    GENTE, ESSA É QUENTÍSSIMA! MUITOS MASCARADOS VIERAM PARA O FORUM, AGORA ÀS 14HS, PEDIR QUE O PROMOTOR DE JUSTIÇA RECONSIDERE E LIBERE A FALTA DE NÚMERO PARA ESSA FESTA. A RUA DIREITA ESTÁ TOMADA DE GENTE. ESTOU AQUI TAMBÉM, DIGITANDO DUM SMARTPHONE. QUANDO TERMINAR A MANIFESTAÇÃO EU CONTO PARA VOCÊS.

    ResponderExcluir
  143. O que seu essa manifestação Andrielly?

    ResponderExcluir
  144. Andrielly Raquel de Sousa e Silva7 de junho de 2011 19:29

    Não teve como mudar a decisão! Falamos diretamente com o dr. promotor e ele foi duro. Disse que quem sair sem o número vai ser preso. Eu tô fora, não vou sair. Mas o pessoal tá se cadastrando. Tem mais de 100 fichas preenchidas na delegacia. É uma pena! Até a TV Anhanguera e o imperador apareceram para apoiar a gente, mas a justiça não quis mudar nada.

    ResponderExcluir
  145. Oque nos não podemos é deixar de tentar amanhã vamos novamente só que fazendo protestos e gritando a liberação dos mascarados.
    e se não for liberada a sentença será o fim dos mascarados.

    ResponderExcluir
  146. Andrielly Raquel de Sousa e Silva8 de junho de 2011 08:24

    Concordo, Anônimo, se não for liberada a sentença é o fim dos Mascarados de Pirenópolis. Eu a
    já até chorei ontem por causa disso!!

    ResponderExcluir
  147. Pedro de Lima Cordeiro8 de junho de 2011 08:33

    Sabem qual é a ironia disse tudo?! É que teve uma hora que o promotor quase cedeu, ele chegou até a titubear e disse que ia conversar com o juiz sobre o assunto, para ver se deixava pro ano que vem a aplicação da sentença. Mas daí creio que ele não sentiu a gente com muita força, então voltou atrás. Se a gente for para lá com boa energia, sem bagunça ou arruaça, acho que dá para conseguir isso.

    ResponderExcluir
  148. Pedro de Lima Cordeiro8 de junho de 2011 08:35

    Ah, me esqueci que temos que levar a imprensa também. Vamos convidar a Record, que adora um sensacionalismo, para cobrir o evento e trazer a opinião pública para o nosso lado. Enquanto isso, espero que os companheiros mascarados parem de se cadastrar, porque senão enfraquece o movimento. Nunca estivemos tão perto de conseguir a liberação. Um pouquinho mais e o promotor cede!!!

    ResponderExcluir
  149. Eu digo à todos vocês mascarados.

    GAGÕES.

    ResponderExcluir
  150. Júlio de Almeida Leite8 de junho de 2011 10:32

    Sabem qual é o problema de Pirenópolis? Seu povo sempre foi muito desunido. Batem o pé, gritam, mas na hora da onça beber água, fogem. Pirenopolino é muito bom para comentar a vida alheia, reclamar disso ou daquilo, mas é só garganta. Não põe a mão da massa. Nesse assunto de mascarado, sabem o que vai acontecer? Vão aceitar a numeração este ano, e aí pronto! Cedeu uma vez, acabou. Todo ano vai ter igual.

    ResponderExcluir
  151. Juliana de Assunção8 de junho de 2011 11:05

    Concordo que essa é a melhor oportunidade que já tivemos de sermos liberados da numeração maldita. O dr. Promotor está quase se convencendo de que não dá para aplicar as normas este ano. Se conseguirmos que ele deixe pro ano que vem, ganhamos mais tempo para pensar numa outra estratégia. Compreenderam?

    ResponderExcluir
  152. Guilherme Ferreira8 de junho de 2011 11:54

    Também concordo com vc, Ju. Vamos ganhar tempo para pensar numa saída melhor ano que vem. Até lá a gente vê se consegue fazer o juiz voltar atrás ou vai pro Tribunal de Justiça mudar isso. O que não pode é a turma de mascarado continuar se cadastrando.

    ResponderExcluir
  153. vamos tentar hoje!!!!
    a espeança é a ultima que morre

    ResponderExcluir
  154. ano que vem nos fazemos um habeas corpus coletivo!

    ResponderExcluir
  155. Guilherme Ferreira8 de junho de 2011 12:03

    Por que esperar o ano que vem? Dá tempo de impetrar o habeas corpus coletivo ainda para este ano.

    Consultei um advogado amigo meu e ele disse que o Tribunal de Justiça pode dar uma liminar em 24 horas, determinando que nunhum mascarado seja submetido a constrangimento ilegal por não portar um número. Segundo ele, se nós mascarados não participamos da ação judicial, não temos a obrigação de cumprir determinação nenhuma.

    Vamos tentar reverter isso na reunião de hoje. Se não der certo, a gente se une e impetra o HC juntos.

    que vcs acham?!

    ResponderExcluir
  156. Juliana de Assunção8 de junho de 2011 14:04

    Eles tão se cadastrando ainda?! Mas isso é uma bobagem! Quanto mais gente for lá na delegacia assinar o formulário, menor será nossa luta pra abrir mão disso!! Tem que ter união, força de vontade. Eu li numa postagem aí em cima que a gente não foi intimada para participar do processo, que então não somos obrigados a cumprir a sentença. Será que é verdade??!!

    ResponderExcluir
  157. GENTE, ABRAM OS OLHOS, CUIDADO COM OS ATOS IMPENSADOS, HAJAM COM CONSCIÊNCIA, LEMBREM-SE QUE
    A PM NÃO TEM NADA A PERDER, E OUTRA COISA, SE FOR PRECISO DESCER O "PAU" ELES NÃO PENSARÃO DUAS VEZES.
    APRESENTEM PROPOSTAS PARA O PRÓXIMO ANO, POIS NESTE NÃO TEM JEITO.

    ResponderExcluir
  158. Guilherme Ferreira8 de junho de 2011 14:31

    Rogério, não entendo bulufas de direito. Só sei que essa semana é decisiva. E ainda temos o imperador dr. Thales José do nosso lado. Eu foi muito atencioso, se dispôs a falar com o promotor público, a conversar com o juiz. Ele é advogado afamado, se pediu pela gente é pq sente que temos uma chance.

    ResponderExcluir
  159. Santiago Machado da Silva8 de junho de 2011 15:09

    De número nas costas eu não saio. Acho isso humilhante e não tô afim de pagar mico. Se não voltarem atrás, eu não saio, fico na minha casa quietinho e pronto. Até acho que essa festa vai ser mais fria que as outras.

    ResponderExcluir
  160. Guilherme Ferreira não moro em pirenopolis mas sou filho de mascarado e tambem saio de mascarado e te dou total apoio

    ResponderExcluir
  161. Cleiton de Souza Cabral8 de junho de 2011 16:16

    Também não saio que número nas costas, nem!!!

    Mas não quero ser preso e processado, passar o resto da festa preocupado e dando dor de cabeça pro meu pai.

    Se esta semana não resolverem, largo mão desse troço.

    Já chorei, esperneei, agora largo nas mãos do Divino Espírito Santo!!!

    Ele é forte e poderoso e vai proteger nós.

    ResponderExcluir
  162. Guilherme Ferreira8 de junho de 2011 16:19

    Gente, acabou de sair uma postagem nova na página principal deste blog. Parece que o Dr. Promotor cedeu em muitos pontos. Eu falei que era só a gente organizar que ia dar certo. Na reunião ele tava indeciso e quase que deixou pra aplicar isso no ano que vem. Mas tem uns mascarados que não sabe bater o pé e firmar posição, dá pra trás por qualquer barulho"

    ResponderExcluir
  163. Oque deu a reunião hoje?

    ResponderExcluir
  164. José Mariano da Silveira8 de junho de 2011 17:03

    Eu tava meio desanimado, mas depois do barulho de ontem e a decisão do juiz hoje, acho que temos chance. Aliás, acho que essa é a primeira vez que temos chance. Foi muito bonito lá na porta do forum, com aqueles mascarados tudo manifestando nosso folclore puro, como deve ser. Se tiver outra manifestação pacífica, tô dentro!!!

    ResponderExcluir
  165. UIARA PEREIRA DE PINA8 de junho de 2011 17:16

    ISSO MESMO MINHA GENTE, APESAR QUE SOU A FAVOR DA NUMERAÇÃO, ACHO QUE PIRENÓPOLIS ESTÁ PRECISANDO SE UNIR MAIS, EM RELAÇÃO À TUDO. E VIRAM?COMO EU DISSE, NÃO PRECISARIAM SE REVOLTAR CONTRA A MEDIDA, PRA DEPOIS ACONTECEREM MAIS "DESGRAÇAS" NA NOSSA CIDADE."A UNIÃO FAZ A FORÇA".SE UNINDO A FAVOR OU CONTRA, O IMPORTANTE É QUE ESTÃO CONSCIENTES QUE PRECISAM DA UNIÃO E NÃO DE BRIGA!!!!

    ResponderExcluir
  166. Ma s oq seu a reuniao d hoje?????

    ResponderExcluir
  167. Mascarado mascarado8 de junho de 2011 18:14

    Se o bom senso náo prevalescer em Pirenopolis desta vez eu desisto. Não dá para acretitar que a insensatez prevalesça.
    Estamos no século XXI e a humanidade e o mundo ja tiveram tempo suficiente para atingir a maturidade, sabedoria...para reconher que nós mascarados somos ETERNOS e não podemos ser tocados.
    Gente, a esperança e a última que morre...Viva o DIVINO ESPIRITO SANTO! Não percamos a fé...no nosso dia, esteremos todos mascarados, irreconhecíveis, sem numeraçao alguma e fazendo tudo que sempre fizemos: nos divertindo e divertindo a todos.

    ResponderExcluir
  168. Amanhã vai ter mais?

    ResponderExcluir
  169. Cleiton de Souza Cabral9 de junho de 2011 07:59

    Não haverá mais protestos. Acabou. A vc, Mascarado Mascarado, eu desejo boa sorte, qd for sair sem numeração. Qt a mim, este ano me considero um mascarado aposentado. Não concordo com a numeração, acho inúltil, mas também não vou me expor e nem preocupar meus pais. Torço apenas para que a Festa do Divino não perca seu brilho, sua essência, o sabor de fantasia que sempre a caracterizaram.

    ResponderExcluir
  170. Everton Luiz Tocantins9 de junho de 2011 11:39

    Também desisti, Cleiton. Não vou me expor a sofrer arbitrariedades, mas também não colocarei número nas costas. É o fim da minha carreira de mascarado. Foi bom enquanto durou.

    ResponderExcluir
  171. vamos tentar hoje gente chamem seus amigos e vamos lá

    ResponderExcluir
  172. Li as postagens de discussão e achei importante que todos tenham manifestado suas opinião. Mesmo que este ano tenhamos que nos submeter aos ditames da sentença judicial, pro ano que vem dá para nos organizarmos melhor e conseguir reverter isso.

    Eu não vou me submeter à numeração, mas também não vou enfrentar as polícias. Então deixarei de sair este ano.

    Boa festa a todos.

    VIVA O DIVINO ESPÍRITO SANTO !!!!!!

    ResponderExcluir
  173. Acaba de acontecer em frente a praça central a prisão de vários mascarados, que estavam fazendo uma manifestação totalmente pacífica, sem ofender ninguem...foram abordados por 4 viaturas da polícia militar, algemados e levados no camburão. Excesso da PM local em terem algemado vários menores de idade que participavam da manifestação...não vi a decisão, mas pensei que valia durante a festa do divino nos dias que tem mascarados na rua, ou seja, de sábado até terça...outra questão, essa manifestação foi feita durante todos os dias dessa semana, na porta da prefeitura e do fórum, porque que só hoje, sexta-feira essas prisões foram efetuadas...não seria coincidência, porque a cidade já está cheia de pessoas para a festa e para o show, por uma questão da PM querer aparecer??? fica a pergunta...

    ResponderExcluir
  174. Guilherme Ferreira10 de junho de 2011 18:18

    Não sei o motivo das prisões, só sei que esse episódio foi uma mostra amarga de como serão tratados os que não se submeterem à numeração.

    Por essas e por outras é que eu continuo afirmando que, para reverter a situação, só se este ano ninguém sair de mascarado, deixando o campo vazio.

    Resistir à força é bobagem e dará margem a que digam: "viu, eu falei que eram violentos esses mascarados!"

    ResponderExcluir
  175. Andrielly Raquel de Sousa e Silva10 de junho de 2011 22:53

    Eu gostaria de me despedir de vcs todos que participaram comigo de um sonho. Sim, é isso mesmo. Sonhamos juntos a continuidade de uma tradição, a esperança de manter vivo o folclore que herdamos dos mais velhos e a vontade de passar adiante, para nossos filhos, esse tesouro que é Pirenópolis. Por muitos dias, pelejamos aqui para que as autoridades nos ouvissem, e embora tenhamos perdido a parada, creio que foi válido, sim. Foi a primeira vez que senti uma união de verdade do povo de pirenópolis. Quero agradecer o proprietário deste blog, que aturou todos nós aqui e não censurou nenhuma postagem. Nos dias atuais, isso é raro. Desejo uma boa festa a todos e que a luz do Espírito Santo os ilumine.

    Andrielly Raquel de Sousa e Silva

    ResponderExcluir
  176. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  177. Estão conseguindo o que querem,todos vão conseguir se divertir muito só com os cavalheiros e o Pompeu.Ah e o Pompeu vai economizar a sua voz já que não vai ter que ficar pedindo para os mascarados se retirarem do campo.
    Eu nasci e cresci nessa bela cidade,com suas festas e seus costumes,meu pai foi cavalheiro,meus irmãos sempre saíram de mascarado e mesmo morando em outra cidade nunca perdi uma cavalhada.Mas esse ano vai ser diferente,não vou sair de minha casa pra presenciar esse autoritarismo ridículo.
    Concordo plenamente com os mascarados que não vão se submeter a isso,eles não se tornam bandidos por estarem de mascaras!!!
    Já que é para a segurança da população saber quem é o mascarado que tal fazerem uma tatuagem na cara de todos os ladrões,assassinos e estupradores identificando-os com números já que esses delinquentes andam por ai sem sabermos quem são.
    Mas esse é o ponto,nem as autoridades sabem quem são os bandidos ou pelo menos fingem que não e por isso tentam descontar a sua incompetência em controlar a violência em pessoas de bem que só querem se divertir e alegrar o povo mantendo uma tradição de muitos anos.
    A todos os mascarados e os ex-mascarados que não se submeteram a esse absurdo fica aqui o meu apoio e não se deixem ser controlados,continuem suas manifestações e provem como será triste a festa sem vocês!!!
    Iracema Curado.

    ResponderExcluir
  178. Amigo Adriano César Curado, muito obrigado por ceder este espaço para o povo, expressar e discutir diferente opiniões, mais sinceramente o que vejo com muita preocupação, pelo que me parece esta ação judicial deu força aos policiais, pois antes da festa começar já estão cometendo abusos de autoridade e não só com mascarados com ou sem numero não, foi com com pessoas, e isso já vai render até um sargento que estava a paisana e presenciou o fato instruiu a vitima a prestar queixa do abuso de autoridade, e por causa desta ação já vai ter um processo por abuso de autoridade, ontem os mascarados que estão protestando foram presos também, ou seja querem retornar a ditadura ou o escravagismo aqui,isso no seculo 21,isto inaceitável, isto porque a festa nem começou ainda
    eu peço a Deus e ao Divino Espirito santo proteção, pois estes dias de festa, me parece mais dias de terror e guerra...

    ResponderExcluir
  179. belas e sabias palavras, iracemacurado
    já que é nome da segurança e para identificação, faça uma tatuagem e identifiquem todos mal feitores inclusive os Corruptos: Políticos,a Justiça e todos os seguimentos dela, (Somente os corruptos).

    ResponderExcluir
  180. Amiga Andrielly Raquel de Sousa e Silva
    também compartilho do mesmo sentimento seu
    achei muito bonito ver vocês reivindicando, lutando por aquilo em que acreditam, assim é que se exerce a nossa cidadania e só assim conseguiremos ter nossos direitos atendidos, infelizmente a nossa lei maior
    que é a constituição Brasileira, diz uma coisa
    mais na real muitos direitos conquistados e escritos la
    la ficam, pois é recente o acontecimento la do Rio de Janeiro onde os Bombeiros foram reivindicar melhoria nos salários e foram presos como se fossem bandidos, mais eles resistiram e continuaram unidos ficaram 7 dias na cadeia e saíram hoje
    é assim cara Amiga mais não desista não lutas assim tem que continuar, pois precisamos de melhorias em tudo na nossa cidade, e pela primeira vez eu vi o povo protestando
    vou usar o velho bordão de um ilustre lutador
    "Companheiros e Companheiras a Luta Continua"
    e que o grande Senhor Deus o Divino Espirito Santo Nos Abençoe

    ResponderExcluir
  181. Parabens aos Pirenopolinos e Pirenopolinas
    e aos mascarados
    esta dando uma lição de cidadania pois nenhum mascarado no campo
    toda a população entendeu o recado
    é assim que conquistamos a nossa liberdade que foi tirada, este foi o maior protesto feito, estou muito feliz pois o povo mostrou que tem direitos e precisam ser cobrados
    o dia 12 de Junho de 2011 vai ficar para historia.
    " O silencio vale mais que mil palavras"

    ResponderExcluir
  182. Alguém que vaiou muito hoje12 de junho de 2011 23:37

    É, tivemos uma encenação teatral em que são dois grupos de atores principais: Cavaleiros e mascarados. Somente um dos grupos de atores compareceu e fizeram de conta que nada estava acontecendo. A peça ficou falha e não houve nenhum protesto do grupo que compareceu. Parabéns Cavaleiros covardes. Estão defendendo muito bem a cultura.

    ResponderExcluir
  183. AMANHÃ VAMOS LEVAR FAIXAS PRETAS PARA OS CAMAROTES. LUTO PELA MORTE DOS MASCARADOS.

    ResponderExcluir
  184. O protesto de amanhã será o LUTO. Vamos todos com alguma coisa preta. Vale tudo: Lenços, faixas, roupa. Coloque na frente do camarote, em qualquer lugar.

    ResponderExcluir
  185. Os cavaleiros mereceram as vaias. Podiam ter sido vaiados muito mais.

    ResponderExcluir
  186. Gente, onça fantasma foi ótimo. Parabéns ao Lucinho que não levou a máscara.Fiquei arrepiado com o protesto e também ver lágrimas nos olhos de muitos quando o hino tocou. O dia de hoje realmente ficou na história.

    ResponderExcluir
  187. A festa virou um silêncio total depois do que aconteceu hoje. PARECE QUE NEM É FESTA. Parece que é luto mesmo. Tomara que amanhã aconteça o mesmo.A luta do silêncio continua.

    ResponderExcluir
  188. A luz do Divino iluminou tanto os mascarados que até o mascarado que entrou no campo caiu.

    ResponderExcluir
  189. Estive na rodoviária as 7 horas e vi mascarado indo para Corumbá. Acho que realmente veio mascarado de Corumbá. Será que pediram para virem?

    ResponderExcluir
  190. Patrícia de Amorim13 de junho de 2011 11:34

    As Cavalhadas de Pirenópolis é um bem cultural imaterial brasileiro, portanto é também um direito difuso e coletivo, e como tal tem que ser devendido, fomentado, para que não desapareça. Fiquei triste demais ao ver a cidade sem mascarado algum, o campo triste, pois os foliões principais não estavam lá para abrilhantar o evento. É assim mesmo que se dá o primeiro passo para o fim da cultura. Pretendia assistir os três dias de festa, mas vou embora hoje mesmo. Cavalhadas para mim, só quando toruxerem os mascarados de volta.

    ResponderExcluir
  191. Enquanto o PREFEITO da cidade acha lindo desfilar por ai com o Governador Marconi Perilo, enquanto o nosso governante só gosta de aparecer em horas oportunas, a polícia está abusando absurdamente da gente.O tão "fantasma" prefeito não teve nem a audácia de fechar as ruas, parecia mesmo era final de semana comum,que lindo não é mesmo sr.prefeito o cavaleiros transitando em meio aos carros, a banda tendo que parar para deixarem os carros passaram, a cidade ficou ridícula, parabéns prefeito a sua omissão e incompetência estão mostrando que nas próximas eleições é melhor o sr. nem botar os pés pra fora de casa, porque nem camarote luxuoso, onde se esbanja arrogância e doação de dinheiro o sr. terá!!!!INFELIZMENTE QUEM VOTOU DECIDIU, ACORDEM PESSOAL ESSA MEDIDA SÓ SE DEU PELA OMISSÃO DO NOSSO QUERIDO PREFEITO, ALIÁS OMISSO É O QUE ELE É DESDE QUANDO GANHOU....

    ResponderExcluir
  192. Eu discordo totalmente de você que postou este comentário atacando o prefeito de Pirenópolis. Geralmente, desabafos apócrifos de quem nem tem a coragem de assinar a postagem, não merecem sequer resposta, mas ainda assim vou lhe dirigir algumas palavras.

    Não é o prefeito o responsável pelo incidente com os Mascarados. Não foi ele quem propôs a ação civil pública e nem quem a julgou. Não cabia também ao Município de Pirenópolis contestar a ação, pois não é ele quem organiza os Mascarados, que são uma individualidade e não uma coletividade. Cada qual sai mascarado do jeito que melhor lhe aprouver. Se o Município contestasse a ação, o que dirigia? Qual o argumento usado? A Festa das Cavalhadas não é uma criação municipal, como por exemplo o Festival Gastronômico ou a Feira Literária, ela é uma espontaneidade, acontece mesmo se ninguém intervir.

    A sentença, na verdade, não faz coisa julgada sobre terceiro e não tem o poder de obrigar quem não participou do processo. Assim, cada pessoa que se sentiu atingida injustamente pela medida poderia ter protocolado no Tribunal de Justiça um habeas corpus preventivo, para ver resguardado seu direito de se apresentar trajado de Mascarado.

    Em vez de protestos bobos, que não levam a resultado positivo nenhum, deveriam ter se organizado, contratado um advogado e entrado com a ação própria para garantir a festa.

    Espero ter lhe explicado direitinho como as coisas acontecem.

    ResponderExcluir
  193. A sua opinião Fabrício, é sua, e a minha continua sendo a mesma, prefeito OMISSO, DESLIGADO, DESINTERESSADO, enfim, você sabe explicar também o por que do Sr.Prefeito não ter tido a prudência de fechar as ruas da cidade?Aliás, então por que o cadastramento está sendo feito na secretaria de cultura da cidade se não a prefeitura não tem nada a ver com isso. Engraçado não é, de não ter nada a ver com isso, a cidade está abandonada mesmo, nem mesmo a prefeitura toma partido de nada. Infelizmente Sr.Fabrício isso é uma verdade, queira o senhor cair na realidade ou não.Não é ataque é opinião, e talvez muitas pessoas concordem com o mesmo.A sua indignação também não merecia resposta, porém com tanta defensoria o Sr. Prefeito deve estar muito feliz!!!
    obs:o Sr já saiu de mascarado alguma vez na sua vida?

    ResponderExcluir
  194. ATENÇÃO ATENÇÃO!!!!!!NOVINHA EM FOLHA....

    O TRIBUNAL CASSA DECISÃO DO JUIZ, AMANHÃ NÓS MASCARADOS ESTAREMOS LIBERADOS... MAS PERAI BEM NO ÚLTIMO DIA?É BRINCADEIRA, ESTÃO QUERENDO CURTIR COM A NOSSA CARA?OBRIGADA PELA CASSAÇÃO, MAS ANO QUE VEM NÃO ESTÁ MUITO LONGE E VAMOS VER NO QUE DÁ.

    ABRAÇOS

    ResponderExcluir
  195. Caro sr. Anônimo, não estou defendendo o prefeito, que sequer conheço pessoalmente, e sei dos problemas no trânsito e outros mais. O que quero lhe dizer é que, quanto ao processo dos mascarados, não é a prefeitura que tinha que tomar providências, pois a festa não é dela, é do povo. Quanto ao fato de a numeração estar sendo feita num orgão municipal, é porque o juiz assim determinou. Entendeu agora?

    ResponderExcluir
  196. Andrielly Raquel de Sousa e Silva13 de junho de 2011 18:15

    Gente, nós mascarados estamos livres, podemos sair amanhã, mostrar nossa arte, exercer nossa cultura, provar que somos parte integrante do rico folclore goiano!!!

    Viva o Divino Espírito Santo!

    ResponderExcluir
  197. Cleiton de Souza Cabral13 de junho de 2011 18:26

    É verdade mesmo?! Acabou o tormento?! Podemos sair de Mascarado sem medo??!! Já vi que aqui em casa hoje ninguém dorme, todo mundo vai passar a noite em clara cuidando das roupas de mascarado!!!
    Juro que chorei!!!

    ResponderExcluir
  198. Andrielly Raquel de Sousa e Silva13 de junho de 2011 18:46

    Graças ao grandioso Divino Espírito Santo podemos celebrar a alegria sem interferência de ninguém.

    Outra coisa, se a sentença estivesse com o direito, não teria sido cassada, não é mesmo??!! Digo com o "direito" porque com a "justiça" ela nunca esteve!!!

    ResponderExcluir
  199. Estou muito feliz pelo meu povo, pois este protesto foi perfeito
    mais uma vez "Parabéns Povo Pirenopolino"
    Cara amiga Andrielly nenhum esforço é em vão
    amei as suas palavras finais e vou copia-las aqui só para reforçar:
    ( Andrielly Raquel de Sousa e Silva disse...
    Graças ao grandioso Divino Espírito Santo podemos celebrar a alegria sem interferência de ninguém.

    Outra coisa, se a sentença estivesse com o direito, não teria sido cassada, não é mesmo??!! Digo com o "direito" porque com a "justiça" ela nunca esteve!!! )
    copiei o seu texto pois achei perfeito e nada mais tenho à dizer.

    ResponderExcluir

Minhas leitoras e meus leitores, ao comentarem as postagens, por favor assinem. Isso é importante para mim. Se não tiver conta no Google, selecione Nome/URL (que está acima de Anônimo), escreva seu nome e clique em "continuar".

Todas as postagens passarão por minha avaliação, antes de serem publicadas.

Obrigado pela visita a este blog e volte sempre.

Adriano Curado